sábado, 15 de janeiro de 2011

Justa Homenagem

Naquela tarde de 11 de Novembro de 2005, quando nos reunimos em massa para assistir a posse do novo pároco, o clima de expectativa era muito grande e então a gente começou a se alegrar quando a procissão de entrada foi se organizando.

No lugar do Bispo Dom João, estava o Monsenhor Izael, e pensamos que o novo pároco era aquele padre muito risonho e já grisalho, acompanhado de um menino que pensávamos ser um seminarista.

Pois não era o tal menino o nosso Pároco Pe. Wesley? Que surpresa! Que alegria! Que expectativa!...

Agora, cinco anos e dois meses depois, nosso “Pároco menino” precisa voar para outros ares, precisa ser missionário noutros cantos de Deus. Aqui ele cresceu e nos fez crescer muito.

Não seria possível medir o quanto ele “espiritualizou” nossa amada Paróquia.

Não só pela serenidade e paz que nos transmitiu sempre nem tão pouco pela objetividade ímpar que regeu todos os seus trabalhos, as suas reuniões, nem ainda pelas pregações e homilias diárias com que nos enriqueceu.

Para nós, foi como freqüentar uma escola boa. Como pudemos comer e beber da Palavra, aprendendo cada dia uma lição nova, vendo em cada dia uma nova luz!

Sua missão nesta Paróquia consistiu em todo o tempo em dar assistência, ensinamentos, apoio, corrigir, endireitar onde era necessário. Trouxe para todos nós a devoção a dois santos que não tínhamos: São Brás e São Pelegrino. Quanto bem ele nos fez por causa desta devoção!

E o zelo carinhoso que ele demonstrou pela “casa do Senhor”. Reformava uma, ampliava outra, corrigia os defeitos de outra, até ver todas as comunidades arrumadinhas...

Foi sempre muito prestativo, servindo a todos, visitando os doentes, e tendo um carinho especial para com os mais pobres.

Ministrou o sacramento da unção dos enfermos duas vezes ao ano, desde que aqui chegou, e criou a “Escola da Fé” com encontros aos sábados, momentos de incomparável aprendizado e riqueza para todos quantos quiseram participar.

Mostrou-se um sacerdote de coragem, arrojado, quando aceitou o convite de Dom João para fazer a experiência de novos ministérios para o Batismo, O Matrimônio e a Bênção.

Estudou, inovou e participou tão bem do novo projeto!

Em conformidade com as determinações da Igreja e de seus dirigentes, soube ser fiel e obediente.

Acolheu como nunca os paroquianos necessitados de receber o Batismo, a Confissão, o Matrimônio, proporcionando-lhes a catequese necessária e, principalmente, a alegria de ser acolhido com carinho, mesmo fora do tempo.

Incentivou a celebração da Palavra nas casas, às vezes até nos quintais, para prover melhor da Palavra e da Eucaristia, as comunidades mais necessitadas.

Realizou com tanto zelo e carinho tantas procissões devocionais, vias sacras e celebrações especiais.

Fez o melhor que pode para restaurar e salvaguardar as famílias com trabalhos direcionados aos pais, às crianças e aos jovens.

Deu um apoio incondicional à Fazendinha de recuperação, até chegando a instalar ali uma nova comunidade: Comunidade Terapêutica de São Vicente de Paulo, assistindo não só aos seus internos como também aos seus familiares.

Atendeu incansavelmente as confissões no dia a dia, se entregando como um bom pastor a todos.

Instalou e fortaleceu os momentos de Adoração ao Santíssimo em toda a Paróquia, despertando a todos nós para a sua importância.

Soube congregar de forma bonita os ministérios e os ministros para as ocasiões especiais e de rotina.

Introduziu o trabalho do “Celebrando a Palavra em família”, reunindo mais de 100 grupos em toda a Paróquia com a oportunidade de partilhar a Palavra e as vidas, semanalmente.

Esse é um verdadeiro tesouro de nossa Paróquia.

Oportunizou à toda a Paróquia, por todo o tempo que aqui esteve, condições de amar, conhecer, buscar e manusear a Palavra de Deus.

Dinamizou toda a vida da Paróquia, através do bom funcionamento da Liturgia e das Pastorais, prontamente preparadas em reuniões periódicas e proveitosas.

Adotou, acolheu e se dedicou tanto ao Monsenhor Josias!

Acolheu, atendeu e transformou as treze comunidades de nossa zona rural.

Em nome de toda a Paróquia, 7 comunidades urbanas e 13 comunidades rurais, posso dizer que Pe. Wesley incendiou nossa fé e nossa devoção nestes 5 anos e 2 meses aqui trabalhados e fortemente dedicados.

Sua vida foi realmente um presente de Santa Terezinha para nós.

Tudo isso de que falei aqui, eu vi e dou testemunho. Penso que outras pessoas há que viram ainda muitas outras realizações deste nosso querido Pároco.

Se faltou “conversar mais”, “sorrir mais”, “se abrir mais”, penso que mesmo assim Pe. Wesley está bem encaminhado, pois os santos também não eram perfeitos.

Sua missionariedade, sua grande devoção, o carinho especial com que ele se apegou às rosas de Santa Terezinha serviram para levar todo este rebanho à Santa Terezinha e juntos à Jesus.

O desejo de toda a Paróquia é que Santa Terezinha o conduza pelas mãos e, com carinho, vá espalhando uma chuva de rosas e bênçãos em cada passo seu, em cada trabalho que realizar, em todo o seu Sacerdócio.

Querido Pe. Wesley, com o coração transbordando de gratidão, toda a Paróquia que o senhor soube tão bem conduzir, quer lhe dedicar hoje e sempre, rosas nas diferentes cores:

da Comunidade Santa Terezinha: rosas brancas pela sua simplicidade.

da Comunidade Nossa Senhora do Rosário: rosas cor de rosa pela sua dedicação.

da Comunidade São Francisco: rosas vermelhas pelo seu amor.

da Comunidade Nossa Senhora Aparecida: rosas amarelas pelo seu exemplo.

da Comunidade Santa Edwiges: rosas alaranjadas pela sua humildade.

das Comunidades São Vicente de Paulo e Santos Reis: rosas roxas pela sua caridade.

das 13 Comunidades rurais: rosas de cor vinho pelo seu zelo e carinho.

Seja feliz sempre, e iluminado em tudo que fizer!

Receba hoje o abraço agradecido de aproximadamente 30.000 paroquianos que lhe amam muito.

Um abraço amigo,

Maria José da Silva Alfredo
Paróquia Santa Terezinha
Postar um comentário

Muito obrigado pela visita!!!

Clique nas paginas para ver outras matérias.

Seguidores

Total de visualizações de página

Colaboradores


Foto: