segunda-feira, 29 de julho de 2013

Editorial - Julho de 2013

     Irmãos e irmãs, iniciamos o mês de julho, com muita alegria, pois tivemos no inicio deste mês a visita Pastoral de nosso Bispo Diocesano Dom Claudio, que nos proporcionou muita paz e sabedoria, nas suas visitas nas escolas, creches e doentes. Celebrou conosco todos os dias dando a sua benção Apostólica.

    Neste mês de julho comemoramos muitos santos que deram seu testemunho de vida cristã, em especial rezamos a festa de Nossa Senhora do Carmo. O Escapulário de Nossa Senhora do Carmo, dado pela Santíssima Virgem a São Simão Stock no século XIII da Era Cristã, é ao mesmo tempo o privilégio maior e o sinal distintivo da espiritualidade carmelitana.

    Também comemoramos São Camilo de Lellis que recebeu o dom da cura pelas palavras e orações, logo a sua fama de padre milagreiro correu entre os fiéis, que, ricos e pobres, procuravam sua ajuda. Era um homem muito querido em toda a Itália, quando morreu em 14 de julho de 1614. Foi canonizado em 1746. São Camilo de Lellis, em1886, foi declarado Padroeiro dos Enfermos, dos Doentes e dos Hospitais. Por isso quero agradecer a toda Pastoral da Saúde e Esperança pelo amor e doação aos nossos doentes, que se sentem confortados com suas visitas e dedicação.

    Meu muito obrigado! Amados irmãos que neste mês tenhamos nossa vida voltada para as orações e discernimento do amor a Jesus Cristo, tenham um santo e abençoado mês.

    Deus abençoe a todos!!!

Pe. José Ricardo Lucas de Lima
Paróquia Santa Terezinha.

O Mensageiro Entrevista

Entrevista Dom Frei Cláudio Nori Sturm

     Amigos e amigas em Jesus Cristo, esse mês tive a grata satisfação de conversar com o nosso Bispo Diocesano Dom Cláudio, na oportunidade ele relata os desafios da Diocese e um pouco de sua espiritualidade e atuação. Meus sinceros agradecimentos, Paz e bem!                 Natanael Oliveira Diniz

1. Quais as maiores urgências de evangelização da Diocese de Patos de Minas?

    D. Claudio: Uma das coisas que marcaram os últimos três anos de ação evangelizadora foram as prioridades escolhidas na Assembleia Diocesana de 2010. Naquela ocasião foram apresentadas as maiores urgências a partir das pastorais e movimento: A família foi uma das grandes urgências a serem trabalhadas na ação pastoral de todas as pastorais. Também apareceu muito forte a necessidade de uma catequese de iniciação à vida cristã mais incisiva para a transmissão da Fé. Além disso, ficou claro que a formação de lideranças é uma necessidade permanente para a vida da Igreja. Por isso precisamos continuar a formação para a vivência da Fé em todos os níveis. E a missão leiga é uma resposta a esse grande desafio. A nossa Diocese precisa se tornar uma Igreja em estado permanente de missão, por isso estamos trabalhando a missão popular com os missionários leigos. A organização e o mapeamento das comunidades para formar grupos de estudo bíblico e de oração ajudará construir uma nova visão de Igreja, Comunidade de Comunidades. Outro desafio é a transmissão da fé às novas gerações. Essa é uma tarefa dos pais e da catequese. Também nos preocupa a transmissão da fé aos jovens para que exerçam o seu protagonismo da Igreja e na Sociedade.

2. Sabemos que sua formação é na Ordem Franciscana Capuchinha. Temos um Papa que se refere a S. Francisco de Assis na escolha de seu nome. Assim na sua avaliação, o que a Igreja pode aprender da espiritualidade franciscana?

    D. Claudio: A espiritualidade Franciscana é também uma espiritualidade evangélica, por isso a Igreja sempre deverá beber da fonte, do Evangelho de Jesus Cristo. E a forma de vida que S. Francisco escolheu é um apelo a todos para acolherem a boa nova de Jesus. Poderia indicar algumas características que o próprio Papa Francisco nos aponta como contribuição da espiritualidade franciscana que podemos acolher e que enriquecem toda a vivência cristã: a) Uma Igreja pobre para os pobres, b) Primazia da humildade: somos todos franciscanos, c) Estar imerso no meio do povo, d) Não ter medo da ternura e da misericórdia, e) O verdadeiro poder é serviço, f) A fé se propõe, não se impõe, g) A Igreja não é organização humanitária, h) Dizer não ao pessimismo, i) Saber sorrir e ter esperança, j) Importância da unidade, l) A evangélica coragem da sinceridade. Estas são alguns “traços da espiritualidade franciscana” em miniatura que mesmo os que não sabem ler compreendem.

3. Quais são seus Santos de Devoção?

    D. Claudio: Sempre tive uma grande admiração por S. Francisco de Assis, tanto que escolhi seu exemplo de seguir Jesus Cristo. Também tenho uma devoção e admiração por Santo Agostinho. Era uma das leituras preferidas no tempo do seminário. São Boaventura também me cativou muito na sua forma de resgatar os valores franciscanos. E é claro, a Virgem Imaculada é modelo de fé e obediência para todo discípulo de seu Filho Jesus Cristo; eu a invoco sob o Título de Nossa Senhora do Rosário.

4. Essa semana estamos vivendo sua visita Pastoral. Qual a importância dessa visita?

    D. Claudio: Em primeiro lugar é um tempo de graça para toda a Paróquia que acolhe o Bispo como um dos sucessores dos Apóstolos e que é o Pastor de toda a Igreja Particular da Diocese de Patos de Minas. Uma visita Pastoral tem como objetivo animar e confirmar os fiéis na Fé e no seguimento de Jesus Cristo. Somos todos chamados a viver a aprofundar a nossa Fé, para dar testemunho de Jesus Cristo no mundo de hoje.

5. Deixe-nos sua mensagem....

    D. Claudio: Espero que os frutos da visita Pastoral se tornem visíveis na vida das famílias, das comunidades e nos ambientes mais necessitados da presença de Jesus Cristo. Espero que todos possam sentir-se encorajados em seguir Jesus Cristo e viver em comunidade. Todos somos chamados para continuarmos a missão de Jesus transmitiu aos Apóstolos e á sua Igreja. E repito a todos o meu lema episcopal: “Permanecei no meu Amor!”...

Cantinho do Coração de Jesus

UM POUCO DE ETIQUETA NÃO FAZ MAL

     Este é o título de um livro italiano com normas de comportamento para os fiéis que forem participar de atos e celebrações religiosas.

    Dom Murilo S. R. Krieger, SCJ, conheceu tal livro, aprovou e resolveu, para nos ajudar também, tecer alguns comentários que se seguem:

    1º) “Cuide da casa de Deus como se ela fosse sua casa.” Nossas igrejas são construídas com a colaboração de toda a comunidade. Quem já participou de uma comissão de construção sabe quanto sacrifício é necessário até a sua inauguração. Também a manutenção de uma igreja exige muita atenção e gastos.

    Por isso, cuidar do que foi conseguido com muito trabalho é um respeito para com os que colaboraram além, é claro, de ser uma demonstração de atenção para com uma obra que passou a ser consagrada ao Senhor.

    2º) “Quando entrar em uma igreja, cumprimente o dono da casa.” A casa do Senhor é uma casa de oração. Não entramos nela para nos desligar das preocupações do mundo; entramos ali para levar a Ele nossas preocupações e colocá-las em suas mãos; para louvá-lo e agradecer-lhe os dons recebidos; ou, humildemente, para pedirmos seu perdão por nossas infidelidades. Na Igreja, o Senhor deve ser o centro de todas as nossas atenções.

    3º) “Vista-se com decência, quando participar de uma cerimônia religiosa.” Nem toda roupa é adequada para qualquer lugar. Ninguém vai à praia de smoking, nem ao cinema em trajes de banho. Há roupas que podem ser adequadas para uma festa de aniversário, mas não servem para ir a um velório. Um pouco de bom senso e de respeito não faria nada mal, quando se trata de pensar na roupa a ser usada em uma celebração religiosa - em casamentos e batizados, inclusive!

    4º) “Procure chegar na hora certa!” Normalmente as celebrações começam na hora marcada. Para uma boa participação, é importante a concentração. Chegar antes é garantir a possibilidade de um tempo para a oração pessoal. Nesse ponto, um pouco de organização da própria vida só trará benefícios para a fé.

    Em breve estaremos transcrevendo mais orientações sobre “Etiqueta na Igreja”.

     Em tempo: no dia 23 de junho passado o nosso Apostolado da Oração esteve reunido na cidade de Perdizes, para participar do XV Congresso anual do AO, do setor São José. Mais de quinhentos participantes foram carinhosamente acolhidos pelo AO de Perdizes e pelo Revmo. Padre Eduardo, que é o Diretor Diocesano do Apostolado. Neste dia, além de aproveitarmos cada momento tão importante, voltamos para casa ricamente abençoados.

    Obrigado Senhor! Graças e louvores ao Coração de Jesus!

    Um abraço amigo,

Maria José da Silva Alfredo.

Nos Passos de Jesus

    No mês de maio, mês dedicado a Maria Santíssima, mãe de Jesus e ás nossas mães, os passos de Jesus me levaram ao colo de nossa mãezinha do céu a alguns lugares onde ela se manifestou ao mundo, trazendo sua mensagem de amor e fé.

    Nossa peregrinação começou em Portugal, terra mãe do Brasil, e talvez por isso, tão aconchegante e hospitaleira. Ao fazer um city tour pela maravilhosa Lisboa, visitamos além do Rio Tejo e outros importantes pontos turísticos daquela capital, o Mosteiro dos Jerônimo, a Catedral de São Jorge, santo padroeiro do país e a Basílica de Santo Antônio de Lisboa (o nosso conhecido Santo Antônio de Pádua), onde está a cripta, local de seu nascimento. Na Catedral de São Jorge ainda se encontra a Pia Batismal, na qual se deu o Batizado de Santo Antônio, o querido santo português.

    No dia 12 de maio (dia das mães aqui no Brasil) fomos para Fátima. É algo inexplicável estar ali nos lugares onde um Anjo apareceu aos 3 pastorzinhos, talvez, preparando - os para a visita de Maria. O Anjo apareceu a eles 3 vezes e numa das aparições ensinou e pediu que rezassem a seguinte oração: Meus Deus, eu creio, adoro, espero e amo-vos. Vos peço perdão para os que não creem, não adoram, não esperam e não vos ama. É um lugar montanhoso, e não sei se é porque lá agora é Primavera, a variedade e o colorido das flores do campo chamou nossa atenção. Lá nesta região visitamos também a casa onde nasceu e viveu tão poucos anos os irmãos, hoje beatificados pelo Papa João Paulo II, Francisco e Jacinta, a casa da irmã Lúcia e o Poço do Arneiro, onde se deu uma das aparições do anjo. Casas simples, que foram restauradas, mas comprovam a vida humilde que levavam estas crianças. Lúcia, ao completar 7 anos, como costume da época, passou a guardar as ovelhas.

    Jacinta e Francisco, seus primos mais novos, a acompanhava no campo, para brincarem e lhe fazer companhia e mais tarde para também tomarem conta do rebanho da família. Naquela época, as famílias tinham o hábito de rezar o rosário, e isso era ensinado as crianças. Cont irmã Lúcia em suas memórias, que ao meio dia, depois de comerem a merenda, os três rezavam o terço. Todos traziam consigo seu tercinho. Foi bom entender melhor o que é a Cova da Iria (terreno declinado que pertencia aos pais de Lúcia, onde as ovelhas eram levadas para pastarem). Foi ali, na Cova da Iria, em meio as ovelhas e sobre uma Azinheira (árvore que produz uma castanha, que serve de comida para as ovelhas e porcos) que Nossa Senhora apareceu por 6 vezes aos pastorzinhos. Iria significa PAZ e Fátima é um lugar de muita paz. O forte da festa é o dia 12 de maio e o encerramento dia 13, com a missa das 10horas. Foi muito bom estar lá este ano, que por ser o ano da Jornada Mundial da Juventude no Brasil, ás missas oficiais dos dias 12 e 13 foram presididas por Dom Orani, arcebispo do Rio de Janeiro, que consagrou a Nossa Senhora de Fátima, a Jornada Mundial, no Rio.

    Muito me emocionou rezar o terço (em Fátima reza-se o terço na Praça da Basílica todos os dias) e ouvir mais ou menos 350 mil pessoas rezando a Ave Maria e Santa Maria em sua língua de origem, trazendo velas acesas nas mãos.

    É lindo! Emoção igual é cantar e ouvir todos cantando em sua língua: a treze de maio na Cova da Iria, no céu aparece a Virgem Maria.

    A imagem de Nossa Senhora de Fátima fica na capela das aparições, lugar exato onde Nossa Senhora apareceu aos pastorzinhos. Na procissão das velas, não sei se pelo número de pessoas é a imagem de Nossa Senhora que passa no meio do povo. Foram 2 dias de muita alegria, oração, emoção e com certeza de muitas graças alcançadas.

    Deixando Fátima, já com saudades, fomos para a Espanha em visita a São Tiago de Compostela. O Santuário do Apóstolo São Tiago é lindíssimo. Lá se encontra o túmulo do apóstolo, amigo de Cristo que deixou a Palestina, após a morte de Jesus, e veio para outras terras evangelizar. Pude conhecer e entender melhor o significado de percorrer o caminho de Santiago. No Santuário se encontra o maior turíbulo do mundo. No final da missa, 08 homens puxam a corda que o prende e a fumaça com cheiro de incenso inunda toda a igreja. É muito bom saber que nosso São Francisco de Assis e o beato João Paulo II passaram por aquele caminho e estiveram ali.

    De Santiago, fomos para Lourdes. É difícil descrever o encantamento que este lugar proporciona. Neste pedacinho da França, cercado por montanhas congeladas em seu topo, Nossa Senhora apareceu a menina Bernadete, hoje Santa Bernadete.

    No próximo mês continuo contando para vocês as maravilhas desta viagem, inclusive Lisieux, terra onde viveu nossa Santa Terezinha.

    Aguardem. Um abraço.

Geralda Luzia Romão
Comunidade São Francisco.

Galeria de Fotos:

Visita Pastoral a Paróquia Santa Terezinha

Dom Cláudio Nori Sturm realiza visita pastoral na Paróquia Santa Terezinha

    No dia 02 de julho (terça) o bispo diocesano Dom Cláudio Nori Sturm chegou a Patrocínio para a visita pastoral na Paróquia Santa Terezinha. A visita começou com a celebração da Santa Missa na igreja Santa Terezinha, e contou com a presença dos padres José Ricardo (pároco), José Luís (vigário paroquial) e do Pe. Silvano (pároco da Paróquia São Damião de Molokai).

    A visita pastoral contou com diversas atividades e celebrações durante os dias 02 a 07 de julho. Dom Cláudio visitou o Lar da Criança, Creche Criança Feliz, Creche Santa Terezinha e as escolas Dalva Stela e João Beraldo. Atento aos anseios da comunidade pode ver de perto o trabalho social da Paróquia, e visitou a comunidade terapêutica Colina da Paz, na qual esteve com os dependentes do álcool e das drogas, males que nossa sociedade enfrenta,

    Durante esses dias, nosso bispo teve a oportunidade de ouvir e acolher todos os cristãos, com muita paz e tranquilidade, e conheceu as diversas realidades de nossa paróquia.

    Na sexta, dia 05 visitou a comunidade rural de Santo Antônio do Quebranzol, na qual presidiu a Santa Missa, e esteve reunido com as lideranças das comunidades rurais.

    O encontro com a juventude no sábado dia (06) foi extremamente enriquecedor, Dom Claudio falou um pouco dos desafios da juventude atual e convidou a todos para engajar-se na JMJ (Jornada Mundial da Juventude) e colocar- se a serviço da Igreja de Jesus Cristo; e teve uma apresentação feita pelos jovens da Paróquia Santa Terezinha.

    A visita pastoral tem a finalidade de receber o Pastor e permite que ele veja e sinta a realidade da comunidade local e quais caminhos precisamos percorrer. Assim, a visita foi extremamente abençoada, e teve seu encerramento com a celebração da Santa Missa no dia (07) de julho pela manhã, reafirmando seu lema pastoral: permanecei em meu amor, e esse amor é Jesus Cristo.

Natanael Oliveira Diniz – PASCOM

Galeria de Fotos:

domingo, 28 de julho de 2013

Papas João Paulo II e João XXIII vão se tornar Santos, Confirma o Vaticano

     Francisco aprovou segundo milagre atribuído ao pontífice polonês. Datas das cerimônias de canonização ainda não foram divulgadas.

    Os falecidos Papas João Paulo II e João XXIII vão ser canonizados, confirmou o Vaticano no dia 05 de julho.

     O Vaticano anunciou que o Papa Francisco aprovou, nesta sexta, um decreto que reconhece um segundo milagre atribuído ao pontífice polonês Karol Wojtyla, que nasceu em 1920 e liderou a Igreja Católica entre 1978 e sua morte, em 2005.

     O Vaticano confirmou que o Papa João XXIII, que pontificou entre 1958 e 1963, também será santificado.

    Em seu caso, Francisco considerou que a canonização é merecida, apesar de não haver nenhum milagre formalmente atribuído a ele.

    As datas das cerimônias de canonização ainda não foram divulgadas.

Segundo milagre

    No dia 02 os cardeais e bispos da Congregação para a Causa dos Santos aprovaram o segundo milagre, segundo fontes da Santa Sé.

    O caminho rumo à santidade tem várias etapas: a primeira é ser proclamado venerável servo de Deus, a segunda, beato, e a terceira, santo.

    Venerável Servo de Deus é o título que se dá para uma pessoa morta que reconhecidamente viveu suas virtudes de maneira heroica.

    Para que um venerável seja beatificado é necessário que tenha se produzido um milagre por sua intercessão. Enquanto que para ser canonizado é necessário um segundo milagre. Esse segundo milagre deve ocorrer após a beatificação.

    Durante os funerais de João Paulo II, após 27 anos de pontificado, um dos mais longos da história, a multidão gritou “santo súbito”.

    O agora Papa Emérito Bento XVI autorizou a análise de suas virtudes e de sua obra para que fosse declarado bem-aventurado.

Cerimônia única

    Segundo fontes religiosas, o Papa Francisco deseja proclamar os dois Papas santos em uma única cerimônia.

    O Papa argentino considera João XXIII um “modelo de santidade” por sua simplicidade e bondade.

    O italiano Ângelo Roncalli (1881-1963) surpreendeu o mundo, na década de 1960, ao convocar um concílio, o Vaticano II, para reformar e modernizar a Igreja.

Primeira encíclica de Francisco

    O anúncio das canonizações foi feito no mesmo dia da publicação da primeira encíclica do papado de Francisco.

Pascom - Pastoral da Comunicação

Caça Palavras

"Porque todos nós caímos em muitos pontos. Se alguém não cair por palavra, este é um homem perfeito, capaz de refrear todo o seu corpo. Quando pomos o freio na boca dos cavalos, para que nos obedeçam, governamos também todo o seu corpo." Tiago 3,2-3

Procissão - Um Símbolo da Caminhada da Vida

Vamos fazer uma procissão?

Hoje em dia não é fácil convocar o povo para sair caminhando. Certamente, a urbanização e o trânsito nas grandes cidades tornaram-se um obstáculo para promover tais eventos. Mas, há também outras razões: a dispersão de interesses e de programas, o individualismo como indiferença ao outro e o pluralismo social, que dificulta uma convocação capaz de motivar a todos.

O que vem ser uma procissão? A palavra vem do latim “procedere”, que significa ir em frente, caminhar adiante. Ao mesmo tempo, a procissão tem suas características: é uma caminhada que se faz sempre junto com outros, a partir de uma motivação religiosa; todos caminham lado a lado na mesma direção, sem que seja necessário ter uma meta aonde chegar, porque é um evento que tem uma significação em si mesmo.

Qual é a sua simbologia? A procissão manifesta alguns aspectos fundamentais do ser humano: é um símbolo da caminhada da vida humana, em seu anseio profundo de seguir sempre em frente, de jamais ficar parada ou de viver isolada. E simboliza também o sonho de convivência social como união de todos, na solidariedade de andar lado a lado na mesma direção. Além disso, pelo seu caráter religioso, a procissão é uma profissão de fé de que somente Deus, manifestado também nos Santos é o horizonte capaz de unir os passos da humanidade.

Em nossa Igreja Católica, podemos distinguir dois tipos de procissões: as procissões devocionais e as litúrgicas. As devocionais ocorrem nas festas dos santos, na Semana Santa, principalmente na Sexta Feira Santa e também nas procissões penitenciais. As procissões litúrgicas estão ligadas a alguma celebração sacramental, como procissão de entrada, procissão das oferendas e de modo especial a procissão da festa do Corpo de Deus.

Vivemos em um mundo pluralista, onde é importante manifestar com clareza a identidade da nossa fé. Por isso a procissão além da sua dimensão simbólica, é uma manifestação pública da comunidade católica, convocando todos para que superem uma religiosidade individualista e integrem a caminhada do Povo de Deus. Quando cantamos a Nossa Senhora: Ó vem conosco, vem caminhar! , quando levamos os andores e estandartes dos nossos santos pelas ruas, nós unimos os que vivem no céu e os que estão na terra numa única caminhada em direção á Terra prometida da fraternidade, da justiça e da paz.

Pascom - Pastoral da Comunicação

Tarde com Casais em 2ª União

    O Seminarista Emerson esteve em nossa Paróquia falando para os casais da pastoral familiar e também alguns casais em 2ª União. Emerson aprofundou seus estudos em cima deste tema: Casais em 2ª União. E veio passar um pouco de sua experiência para nós da paróquia Santa Terezinha. Esclareceu algumas duvidas e falou do amor de Deus. Foi uma tarde gostosa com troca de experiências, muito proveitosa para nossa pastoral. Pena que o tempo foi pouco e tínhamos muito mais a tratar.

    Mas a partir do que vimos vamos trabalhando e esperamos que ele volte para nos ajudar ainda mais.

    Que Santa Terezinha o abençoe e que a Sagrada Família continue iluminando sua vocação para o belo serviço do sacerdócio.

Pastoral Familiar

 

Longe do Barulho

Pastoral da Família em Retiro

    Dia vinte e três de junho foi um dia especial para os agentes da Pastoral Familiar da Paróquia Santa Terezinha. Passamos o dia retirados do “barulho lá de fora” para nos entregarmos ao Espírito Santo, ouvir, meditar, refletir e nos abastecermos dos ensinamentos do Pai, que nos foram transmitidos por Jesus Cristo.

    O Retiro começou com a Santa Missa, celebrada por Padre Ivan, na capela do Seminário Monsenhor Josias.

    Na parte da manhã, após a leitura de 1Jo 4, 7-12 passamos a refletir sobre o motivo pelo qual Deus nos criou. Para que vivemos? Deus é amor. Ele nos criou para nos amar. Então somos filhos do Amor. O que somos nós? É muita incoerência se nós não formos, também, amor. Não seria legítima nossa filiação do Deus Amor. Antes de amar a Deus eu tenho que experimentar o amor de Deus. Não podemos ficar só na imagem e semelhança, temos que amar do jeito que somos amados. Deus me ama e me deu o 1º mandamento, que eu o amasse acima de tudo e mandou amar ao meu próximo como Ele me amou.

    Não podemos deixar nosso Pai triste, aborrecido, bravo, por causa das nossas atitudes. Amamos nosso Pai, Amamos o Amor!

    À tarde, com Padre José Ricardo, partindo de Ef. 5, 20-22, refletimos sobre a diferença entre Casamento e Matrimônio: União de Amor, de doação como a de Jesus com a Igreja. Viver um Matrimônio puro e santo. Como nas Bodas de Caná, convidar Jesus, não só para a festa, mas para conviver com a família sempre e sempre. Buscar a santificação rezando, juntos, o terço, todos os dias.

    Agradecemos aos Padres por esta oportunidade que nos deram. Aos irmãos de fé que cuidaram com tanto carinho da nossa alimentação. E ao Deus Amor que veio nos ensinar a amá-lo mais ainda.

    Paz e Bem a todos!

Lourdes Barbosa - Pastoral Familiar

Aniversariantes Dizimistas

Aniversariantes Dizimistas de 16 de Julho a 15 de Agosto

16/jul Dorvalino Luiz Vaz   01/ago Maria Izabel Romão
16/jul João Abadio Desterro   01/ago Marinez Pereira Ribeiro
16/jul João Batista Alves Martins   02/ago Antonio Marcolino
16/jul João Batista de Araujo   02/ago Eduardo Luiz Silva
16/jul Leida Monteiro Almeida   02/ago Everton Harley de Freitas
17/jul Bercholina Aparecida Oliveira   02/ago Janaina Beatriz Almeida Alves
17/jul Carmem Lucia A. Paula da Silva   02/ago Maurílio Esteves de Oliveira
17/jul Edilaine Aparecida de Carvalho   03/ago Divania Aparecida Crispim
17/jul Maria Abadia Pinto   03/ago José Tarcisio
18/jul Desio Rodrigo Silva   03/ago Maria dos Reis Silva Ferreira
18/jul Eurípedes Leonildes de Oliveira   03/ago Marilha Cristina Gonzaga
18/jul Jose Augusto Souza Azevedo   04/ago Benedita Maria da Silva
18/jul Linda Moises   04/ago Cledelberto Ribeiro Rodrigues
19/jul Julio Cezar Honório   04/ago Fátima Fernandes Ferreira
19/jul Lourdes Barbosa Martins de Souza   04/ago João Lucas da Silva de Souza
19/jul Valdivino Jose Silva Lima   04/ago João Pereira Jota
20/jul Augusta Maria de Jesus   04/ago João Ulisses Neto
20/jul Geraldo Pereira da Silva   04/ago Luceli Vieira do Amaral
20/jul Helena Alves Pires   04/ago Rogério Ferreira dos Santos
20/jul Juvenilia de Souza C. Gonçalves   04/ago Vanda Caixeta de Paula
20/jul Marcos Fernandes de Souza   05/ago Adriana Reis Batista Fernandes
20/jul Maria de Fátima Oliveira   05/ago Antonio Osvaldo Marques
21/jul Alessandra Fernandes de Oliveira   05/ago Edivani Abadia Marques
21/jul Antônio dos Reis da Silva   05/ago Lúcia Aparecida dos Santos
22/jul Anna Paula dos Anjos   05/ago Luzia Aparecida dos Santos
22/jul João Rodrigues Santana   05/ago Ricardo Pires Resende
22/jul Noenmes Maria de Oliveira   05/ago Rogério Lucio de Oliveira
22/jul Viviane Fernanda Souza Fagundes   06/ago Divina Maria Coelhos
23/jul Eni Cândida Borges   07/ago Claudiene Abadia Pires
23/jul Helio Afonso da Silva   07/ago Fabio Ávila de Queiroz
23/jul Jeisse Kelly de Paula Brito   07/ago Maria Aparecida Ribeiro Miranda
23/jul João Paulo Oliveira dos Santos   07/ago Sandra Alves Ferreira Rosa
23/jul Jullia Vieira Londe   08/ago Antônia Geralda dos Santos
23/jul Rogério Marcolino Sobrinho   08/ago Fábia Fernandes de Oliveira
23/jul Sonia Ap. de Lima dos Santos   08/ago João Batista Moreira
23/jul Valdinei Buzinato   08/ago Luzia Pires da Silva
24/jul Iavanilda Pinheiro Araujo Oliveira   08/ago Maria Inês Rodrigues Oliveira
24/jul Jose Maria de Paula   08/ago Osvaldo Eustáquio França
24/jul Lainy Kelly Fernandes   09/ago Aparecida Aurora de Oliveira E Silva
24/jul Suzana Maria de Ávila Guarda   09/ago Dunalva Alves de Ávila
25/jul Geraldo Francisco da Silva   09/ago Elza Abadia Vieira
25/jul Maria Abadia Jerônimo   09/ago Onofra Maria Marques
25/jul Terezinha L. C. Siqueira   09/ago Tarcisia Maria Teixeira
25/jul Vicentina Maria Ribeiro   09/ago Walisson Rodrigues Pereira
26/jul Anieli Vivian de Lima Oliveira   10/ago Alanna Farias de Oliveira
26/jul Francisca Maria Marcolino   10/ago Andréia Cristina da Silva
26/jul Idalira Afonso Ferreira   10/ago Fabio Pereira da Silva
26/jul Juliana da Cunha Martins   10/ago Jose Carneiro de Araujo
26/jul Lucia Abadia de Carvalho   10/ago José Sebastião Vital
26/jul Marcilene Ap. de Souza E Souza   10/ago Juliana França Ribeiro
26/jul Marcio Fernando Franca   11/ago Célio Júnior Miloch Reis
27/jul Alda Valeria da Rocha   11/ago Dilva Rosa Caixeta
27/jul Edequimar Ribeiro Silva   11/ago Expedito Fernandes de Castro
27/jul Gaspar Eugênio da Silva   11/ago Jorcelina Francisca Rosa
27/jul Honorico Júnior de Souza   11/ago Pedro Lazaro Caixeta
27/jul Maria Borges Oliveira   11/ago Vitória Fernandes do Nascimento
27/jul Mirian Rodrigues Nunes Fonseca   12/ago Padre José Luis Araújo Paiva
27/jul Rosinei Fávero de Souza E Silva   13/ago Gasparina Tarcizia de Freitas
27/jul Valdetina Maria Nascimento Castro   13/ago Isabelle Cristina Bernardes
28/jul Liliana Vieira de Souza Cabral   13/ago Neide Oliveira da Silva Pires
29/jul Ana Maria Rosa   13/ago Vando de Jesus Rabelo
29/jul Beatriz Queiroz dos Reis Ribeiro   14/ago Abadia dos Reis Oliveira
29/jul João Teixeira de Souza   14/ago José Eurípedes Ferreira Filho
29/jul Jose Mendes Ribeiro   14/ago Maria Abadia Gonçalves
29/jul Rafael Oliveira dos Santos   14/ago Maria Elaine Constantino Caldeira
29/jul Samanta Ferreira Reis   15/ago Abadia Ferreira de Souza
30/jul Ironice de Carvalho Pereira   15/ago Edimilson Simeão Borges
31/jul Cleuza Martins Coelho   15/ago Maria Abadia Fermino
31/jul Isabel Maria de Souza   15/ago Silmara Abadia Rossetti
01/ago Atila Nascimento   15/ago Zenobia de Fátima da Silva

Parabéns!!! Saúde e Paz!!!

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Pecado e Reconciliação

    Deus é infinitamente bom e amável. Na essência de Deus está a relação do amor, que faz as três pessoas divinas subsistirem eternamente em comunhão de vida. “Em Deus Pai, Filho e Espírito Santo, encontram-se Vida, alegria e comunhão sem fim” (YC 285). Mais ainda, Deus é o bem em si e a vida em si e, como diz o evangelista São João, “Deus é Amor” (1 Jo 4,16). E por isso quem conhece a Deus sempre ama, faz o bem e tem a vida, pois está unido a Deus que é Amor (Jo 4,8).

    Se Deus é o amor, o bem e a vida, Ele é também o principio da vida e de todo bem, porque o amor só gera o bem e a vida. Porque então existe o mal, o pecado e a morte? Assim como não sabemos quando e como teve começo a vida, não sabemos quando iniciou o mal, o pecado e a morte: é um mistério sombrio e doloroso (YC 51). Uma coisa é certa: Deus não é o autor do mal, pois Ele é infinitamente bom e criou todos os seres bons (Gn 1,31; 2, 27). A explicação se faz melhor no plano existencial: “O cerne do pecado é a rejeição de Deus e a recusa de aceitar o Seu amor. Isto se revela no desdém pelos seus mandamentos” (YC 67). A origem do pecado está ligada com a desobediência do homem a Deus, que é o sustento de sua vida. Diz o papa Bento XVI que todos carregamos dentro de nós uma gota do veneno daquela forma de pensar apresentada nas imagens do livro do Gênesis: a falta de confiança em Deus, a suspeita da sua bondade e seu amor, a recusa de receber de Deus a existência e a plenitude da sua vida; confia na mentira e precipita sua vida na morte (cf. YC 68).

    Mas o mistério do mal, do pecado e da morte se torna mais claro quando consideramos o mistério da Vida em Jesus Cristo. Mesmo sabendo que a consequência do pecado é a morte (Rm 6,23), confiamos que “onde abundou o pecado superabundou a graça” (Rm 5,20). Diz são João: Deus amou tanto o mundo que entregou o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não perca, mas tenha a vida. Jesus assumiu em tudo a natureza humana, menos o pecado. Por isso Ele pode, por sua encarnação, salvar o homem do pecado e da morte. Em Jesus somos 'divinizados', tornamos 'novas criaturas', filho e filhas de Deus. A consequência do pecado não é somente a morte, “A consequência do pecado é também a maravilhosa solidariedade de Deus, que nos envia Jesus como amigo e salvador. Por isso, o pecado original é também designado flix culpa (=feliz culpa): 'Oh ditosa culpa, que nos mereceu tão grande Redentor!' (Precôncio Pascal)” (YC 70).

    Enfim, Deus é o único que pode tirar um bem do mal. Ele ama infinitamente o ser humano criado à sua imagem e semelhança (Gn 1,26). Com o pecado o homem perde o paraíso, mas Deus lhe abre as porta do céu. Para fugir do pecado é necessário que o homem tenha abnegação e santidade de vida (cf. CIC 943). Na prática, isso significa desenvolver sempre a vida de oração, a meditação e estudo da Escritura e da doutrina da Igreja, participar com frequência da Eucaristia, procurar sempre fazer obras de caridade. Estas são práticas que nos fortalecem no caminho de Deus  e nos afastam do pecado. Não obstante, precisamos também estar sempre vigilantes e fugir de toda ocasião de pecado, pois somos constantemente colocados em prova. E se pecamos, não desanimemos, mas confessemos os nossos pecados, pois Deus é fiel e justo e perdoará nossos pecados e nos purificará de toda injustiça (1Jo 1,9).

Seminarista José Antônio Ramos

Festa Junina - Seminário Menor

    Aconteceu no dia 28 de Junho, no seminário Menor Monsenhor Josias Tolentino de Araújo, a festa junina que contou com a presença do nosso Bispo o Exmo. Revmo. Sr. Dom Claudio Nori Sturm, que presidiu a Santa Missa concelebrada pelo Revmo. Padre Ivan.

    A festa contou também com a presença dos amigos, familiares e benfeitores do seminário. Foi um momento de muita alegria para todos nós que, com muito carinho, preparamos a casa para esse momento. Momento de também festejar o dom da vida presente de Deus para nós.

    Já é uma tradição celebrarmos a festa junina no seminário todos os anos, e esse ano a celebramos na vigília de São Pedro e São Paulo. São Pedro e São Paulo que são exemplos de amor a Cristo e aos irmãos, eles que, juntos, fizeram ressoar a mensagem do Evangelho no mundo inteiro e o farão para todo o sempre, porque assim quer o Mestre.

    E Jesus também nos chama a sermos mensageiros de seu Evangelho, testemunhando-o com a vida sendo sinais do seu amor. Que nós possamos ser sinais do amor de Deus em nossa família, trabalho, estudos e comunidade e assim vivermos em plenitude a graça e o dom da vida.

    E não poderíamos deixar de agradecer a todos que colaboraram de uma maneira ou de outra para que essa festa acontecesse. Todos que se colocaram a serviço preparando para nós os deliciosos, caldos, canjica, pipoca, algodão doce, pastéis, pé de moleque e sem contar a dança da quadrilha. Agradecemos a todos e cada um que fizeram presentes alegrando nossa casa com vossa presença.

    Muito obrigado a todos e que “não nos descuidemos do dom da graça que há em nós”.

Ronaldo Júnior
Escravo inútil da SS. Virgem Maria.
Seminário Menor M.J.T.A.

Vejam a Galeria de Fotos:

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Semana Missionária em Patrocínio

Patrocínio receberá no período de 16 a 21 de julho cerca de 500 jovens pertencentes a Colégios, Pastorais com adolescentes, jovens e universitários e Paróquias de 12 países, onde há a presença dos Padres e Irmãs da Congregação dos Sagrados Corações. Essa passagem de jovens em Patrocínio faz parte da Semana Missionária, Encontro Mundial da Juventude dos Sagrados Corações organizada pela Congregação, em preparação para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) que acontecerá na cidade do Rio de Janeiro de 23 a 28 de julho.

Após dois dias em Belo Horizonte os Peregrinos passarão uma semana em Patrocínio. Desde a fundação do então Ginásio D. Lustosa em 1927 a Congregação está presente na cidade e região. O próprio Beato Pe. Eustáquio além de iniciar a construção do atual Santuário de Nossa Senhora da Abadia em Romaria foi o primeiro dos sagrados Corações a visitar Patrocínio em 1926 e viveu na cidade em 1941. Padre Marcus Vinícius Maciel, superior provincial da Congregação e responsável pela organização do Encontro Mundial na Semana Missionária destaca ainda a confiança na característica acolhedora dos patrocinenses.

Ainda segundo Padre Vinícius, quando a proposta para realizar a Semana Missionária em Patrocínio foi apresentada para Dom Cláudio Nori Sturm, Bispo Diocesano, ele prontamente acolheu e a tornou a Semana Missionária da Diocese. A mesma acolhida tem se manifestado nos Padres da cidade e paroquianos.

Assim as paróquias de Patrocínio abraçaram os trabalhos, as famílias abriram as portas de suas casas para acolher os jovens peregrinos, as escolas começaram a desenvolver projetos, as irmãs do Colégio Berlaar Nossa Senhora do Patrocínio cederam todo o espaço físico do Colégio, o Governo Municipal apoia com a infraestrutura necessária, além da Polícia Militar, Câmara Municipal e tantas empresas do município que se uniram para a realização desse importante momento.

No início do mês, Padre Vinícius, acompanhado do jovem interprete da versão samba do Hino Oficial da JMJ, Wally Alves, estiveram em Patrocínio para se encontrar com as famílias acolhedoras e com os diversos parceiros acertando os últimos detalhes. “Pedimos a todos que durante a semana missionária coloquem bandeiras nas suas casas e que o comércio também se enfeite como forma de boas-vindas a esses jovens”, disse Padre Vinícius.

Semana Missionária - São os dias que antecedem a Jornada Mundial da Juventude, com o intuito de facilitar o ingresso dos jovens peregrinos no país de acolhida. Conhecida, em outras edições, como “Dias nas Dioceses” ou Pré-Jornada, a Semana Missionária tem como objetivo, possibilitar à juventude mundial conhecer um pouco mais das Igrejas locais, através da troca de experiência, enriquecimento da fé e intercâmbio cultural.

Como sugestão da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), esta nova proposta recebeu o nome de Semana Missionária e, em março deste ano, foi aprovada pelo Pontifício Conselho para os Leigos (PCL), motivando assim a convicção de Jovens, Discípulos Missionários.

No Brasil a Semana Missionária será promovida baseada em três eixos:

1) Como experiência de fé: os jovens terão momentos de oração e meditação, aprofundando um encontro pessoal com Jesus Cristo e sua proposta de amor.

2) Como experiência de solidariedade missionária: a juventude local e os peregrinos, como protagonistas da evangelização, poderão ter uma interação e um envolvimento voltado à missionariedade cristã. Participarão de diversas campanhas e projetos de solidariedade.

3) Como experiência cultural: jovens de diversas nacionalidades e culturas, em ambiente de partilha, terão a oportunidade de conhecer a diversidade cultural dos povos. Por outro lado, os jovens nativos poderão divulgar as riquezas e cultura de sua região.

Todas as famílias poderão participar das celebrações e apresentações.

Programação da Semana Missionária

        Dia 16/07 - terça-feira
A partir das 21:00h - Chegada das delegações - Local: Praça Matriz
        Dia 17/07 - quarta-feira
08:00h às 11:00h - Palestras e grupos - Local: Colégio Berlaar
14:00h às 17:00h - Oficinas - Local: diversos
19:00h às 22:00h - Abertura Oficial / Noite Cultural - Local: Praça Matriz
        Dia 18/07 - quinta-feira
08:00h às 22:00h - Visita às paróquias das cidades da Diocese de Patos de Minas
        Dia 19/07 - sexta-feira
08:00h às 11:00h - Processo de produção do Café - Local: Expocaccer
14:00h às 17:00h - Oficinas - Local: diversos
19:00h às 22:00h - Fórum Internacional de Pastoral da Juventude / Noite Cultural - Local: Praça Matriz
        Dia 20/07 - sábado
06:00h às 11:00h - Caminhada Ecológica ao Santuário de Nossa Senhora da Aparecida (Café da manhã na comunidade de Samambaia / Oração do Terço em muitas línguas e apresentação da história de Nossa Senhora Aparecida na comunidade de Martins)
14:00h às 17:00h - Tarde livre
19:00h - Procissão e Adoração Eucarística / Noite Cultural - Local: Praça Matriz
        Dia 21/07 - domingo
08:00h às 11:00h - Palestras e grupos - Local: Colégio Berlaar
12:00h às 16:00h - Almoço e despedida das famílias acolhedoras.
17:00h - Celebração de Envio - com a presença do Bispo Diocesano Dom Cláudio Nori Sturm, peregrinos e fiéis de toda Diocese.
19:00h - Festa Junina - Local: Praça Matriz

26 de Julho Dia dos Avós

Em 26 de Julho comemora-se o Dia dos Avós.

    As homenagens do Dia dos Avós significam celebrar as experiências de vida e reconhecer o valor da sabedoria adquirida em livros, escolas, e principalmente no convívio com tantas pessoas e fatos que passaram pelas suas vidas. O papel dos avós na família vai muito além de dar carinho aos netos, pois isto é só um dos atributos dessas pessoas tão sábias e amorosas que temos.

    No Brasil comemora em 26 de julho, tendo sido esta data escolhida em razão da comemoração do dia de Santa Ana e São Joaquim, pais de Maria e avós de Jesus Cristo.

    Conta à história que Ana e seu marido, Joaquim, viviam em Nazaré e não tinham filhos, mas sempre rezavam pedindo que o Senhor lhes enviasse uma criança. Apesar da idade avançada do casal, um anjo do Senhor apareceu e comunicou que Ana estava grávida, e eles tiveram a graça de ter uma menina abençoada a quem batizaram de Maria.

    Devido à sua história, Santa Ana é considerada a padroeira das mulheres grávidas e dos que desejam ter filhos. Ana morreu quando Maria tinha apenas três anos. Maria cresceu conhecendo e amando a Deus e foi por ele a escolhida para ser mãe de seu filho Jesus Cristo. São Joaquim e Santa Ana são os padroeiros dos avôs e avós.

Nossa Senhora do Carmo

16 de Julho, Dia de Nossa Senhora do Carmo.

    Nossa Senhora do Carmo (ou Nossa Senhora do Monte Carmelo) é um título consagrado à Virgem Maria. Este título apareceu com o propósito de relembrar o convento construído em honra da Santíssima Virgem Maria nos primeiros séculos do Cristianismo, no Monte Carmelo, em Israel. A principal característica desta invocação mariana é apresentar o Escapulário do Carmo, símbolo que representa o ato de se estar ao serviço do Reino de Deus e que traz muitas indulgências, graças e outros benefícios espirituais a quem assume este sinal e esta proposta como seus. A sua festa litúrgica é comemorada pelos cristãos no dia 16 de Julho.

    No dia 16 de julho de 1251, São Simão Stock suplicava a Nossa Senhora ajuda para resolver um problema da Ordem Carmelitana, da qual era o Prior Geral. Enquanto ele rezava, a Virgem apareceu-lhe, trazendo o Escapulário nas mãos, e disse essas confortadoras palavras: “Filho diletíssimo, recebe o Escapulário da tua Ordem, sinal especial de minha amizade fraterna, privilégio para ti e todos os carmelitas. Aqueles que morrerem com este Escapulário não padecerão o fogo do Inferno. É sinal de salvação, amparo e proteção nos perigos, e aliança de paz para sempre”. A Igreja assumiu o Escapulário e fez dele uma das devoções mais difundidas entre o povo de Deus.

    Em nossa época de superstições, não é supérfluo esclarecer que o Escapulário está longe de ser um sinal “mágico” de salvação. Não é uma espécie de amuleto cujo uso nos dispensa das exigências da vida cristã. Não basta, portanto, carregá-lo ao pescoço e dizer: “Estou salvo!”.

    É verdade que Nossa Senhora não pôs condição alguma ao fazer sua promessa. Simplesmente afirma: “Quem morrer com o Escapulário não padecerá o fogo do inferno”. Não obstante, para beneficiar-se deste privilégio, é preciso usar o Escapulário com reta intenção. Neste caso, se na hora da morte a pessoa estiver em estado de pecado, Nossa Senhora providenciará, de alguma forma, que ela se arrependa e receba os sacramentos. E nisto a misericórdia da Mãe de Deus se mostra verdadeiramente insondável!

Novena de Nossa Senhora do Carmo. (oração para todos os dias)

    Nossa Senhora do Carmo que deixastes o Santo Escapulário como sinal do Vosso amor e proteção. Sois reconhecida como assistência na vida e consoladora amável na hora da morte, eu, vosso filho e devoto, pronto a Vos servir, disposto a Vos amar, me apresento a Vós e nesta Novena faço o meu pedido: (Peça a graça que você necessita).

    Nossa Senhora do Carmo, nunca se ouviu dizer que alguém necessitado, tendo recorrido a Vós, tenha ficado desamparado. Com confiança, Mãe do Escapulário, intercedei junto ao Vosso Filho Jesus Cristo, por mim, por aqueles por quem devo rezar sempre e por aqueles que se confiam às minhas orações.

    Mãe amável sede-nos propícia e rogai por nós a Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém.

O Mensageiro - Julho de 2013

O Mensageiro - Julho de 2013

Órgão Informativo da Paróquia Santa Terezinha

Patrocínio MG - Diocese de Patos de Minas

Clique nas Imagens e veja:

(Obs: para visualização das imagens em tamanho maior, clique com botão direito do mouse, e em abrir nova janela ou nova aba, quando a imagem abrir clique onde você quer ampliar).

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Muito obrigado pela visita!!!

Clique nas paginas para ver outras matérias.

Seguidores

Total de visualizações de página

Colaboradores

Foto: