quarta-feira, 27 de maio de 2009

Celebração de Corpus Christi



Celebração de Corpus Christi, na Paróquia Santa Terezinha

Feijoada Colina da Paz


Feijoada em Beneficio a Construção da Igreja de São Vicente de Paula, na Comunidade Colina da Paz.

domingo, 24 de maio de 2009

10 Anos da Paróquia Santa Terezinha


10 anos de história da Paróquia Santa Terezinha
Patrocínio – MG

03/10/1999 – 03/10/2009
“A maior Santa dos tempos modernos”.
• Maria Francisca Teresa Martin nasceu em Alençon, na França, em 02/01/1873;
• Foi batizada em 04/01 com apenas dois dias de vida;
• Filha caçula de 9 irmãos, perdeu sua mãe com apenas 4 anos;
• Aos 10 anos sofre grave enfermidade e é curada pelo sorriso de uma imagem de Nossa Senhora das Vitórias;
• Aos 11 anos faz sua 1ª comunhão que chama de: “o 1° beijo de Jesus à minha alma”;
• Aos 12 anos, em 15/10/1885, inscreve-se no Apostolado da Oração;
• Aos 14 anos, na noite de Natal, considera que se deu a sua conversão definitiva;
• Aos 15 anos, consegue autorização do Papa Leão XIII para ingressar no Carmelo de Lisieux onde vive no anonimato por apenas 9 anos;
• No Carmelo adotou o nome de Teresa do Menino Jesus e, depois da morte do seu pai acrescentou Sagrada Face: Teresa do Menino Jesus e da Sagrada Face (mais tarde ela própria pediu para ser chamada de Teresinha);
• Nunca teve uma Bíblia completa, somente fragmentos, e mesmo assim, fez 164 referências bíblicas em seus manuscritos autobiográficos;
• Antes de morrer disse: “Quando eu estiver lá em cima, seguir-vos-ei de perto!... Já no céu, será preciso encher, muitas vezes, minhas mãozinhas de orações e sacrifícios para dar-me o prazer de jogá-los, como chuva de graças, sobre as almas”.
• Morre, em 30 de setembro de 1897, sendo suas palavras finais: “Meu Deus, eu vos amo!...
• Em 1925, foi canonizada pelo Papa Pio XI, que também a proclamou “Padroeira das Missões e dos Missionários”;
• Em 1997, centenário da sua morte, foi proclamada pelo Papa João Paulo II, “Mestra e Doutora da Igreja”, a maior Santa dos tempos modernos”.
Aprendamos, com Teresinha, que tudo é graça e que Ele fará por nós o mesmo que fez por ela se a nossa entrega for completa, se não nos reservarmos nada, se amarmos ser pequenos, se Ele for o Absoluto em nossas vidas!


Maria José

Paróquia Santa Terezinha


Paróquia Santa Terezinha

Instalação: 03/10/1999 por Dom João Bosco Oliver de Faria

1º Administrador Paroquial, Monsenhor Antonio Severo Alves

2º Administrador, Padre José Carneiro Borges Júnior

3º Administrador, Padre Antonio Rodrigues Carneiro, que também foi nomeado como primeiro pároco, tendo como vigário paroquial, Padre Valeriano Geraldo da Silveira

Padre Wesley Roberto Balbino, administrador e depois nomeado pároco até a presente data, sendo auxiliado por Padre Sizenando Roberto de Oliveira.


19 Comunidades que formam a Paróquia:

Santa Terezinha, São Francisco, Nossa Senhora do Rosário, Nossa Senhora Aparecida, Santa Edwirges, Macaúbas, Vieiras, Macaubinhas, Santo Antonio do Quebranzol, Córrego Dantas, Coelhos, Mata do Silvano, Brejo do Silvano, Silvano, Córrego da Mata, Pedros, Divisa, Duas Pontes e Comunidade Terapêutica Colina da Paz.


Você é nosso convidado especial!
Venha conhecer nossa Paróquia e participar conosco!
Receba de Santa Terezinha uma chuva de rosas e bênçãos!
Doe você também uma rosa para Santa Terezinha.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

2º BOI NO ROLETE

O MENSAGERIO - MAIO 2009




EDITORIAL


“Mãe, eis ai teu filho, filho, eis ai tua mãe” (João 19, 26-27)
Ao iniciar o mês de maio, nossos corações se enchem de carinho, para festejar a Mãe de todos nós. Aquela que, aos pés da cruz, assumiu a humanidade inteira, e, indo morar na casa do discípulo amado de Jesus, nos mostra o seu desejo de morar em nossas casas. Ela é o ultimo presente de Jesus para toda a humanidade momentos antes de sua morte.
A devoção a Maria traz serenidade e ternura às famílias. A reza do terço aumenta a união, a paciência e a tolerância na convivência familiar.
Rezando o “Magnificat,” Lc. 1,46-55, Deus realiza transformações em nossa vida e na vida das pessoas de nossa convivência.
Louvemos e bendigamos a Deus por nos ter dado tão terna Mãe e peçamos a Ela que abençoe a todas as mães e conceda a cada uma delas tudo o que tanto merecem e aspiram em seu coração.
“Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós, que recorremos a vós!.


Lourdes Barbosa.

Festa em Louvor a São Pelegrino





























A Festa em Louvor a São Pelegrino teve inicio no dia 03 de Maio, com uma caminhada dos devotos de São Pelegrino, saindo da Igreja de Santa Terezinha até a Igreja Santa Edwiges, onde Celebramos a Eucaristia. Durante toda semana tivemos atividades religiosas na Igreja. Todos os dias tivemos o terço, novena a São Pelegrino e Celebrações da Santa Missa. Também tivemos a movimentação da barraquinha onde todos puderam participar da festa em um ambiente familiar de tranqüilidade e segurança. Lugar onde encontramos os nossos amigos e pessoas que não víamos a algum tempo e que nesse ambiente reencontramos e saboreamos um bom pastel, um cachorro quente, um caldo, um refrigerante e uma boa e agradável conversa.
Pe. Wesley, com as celebrações de costume na paróquia, teve a ajuda nas Celebrações Eucarísticas, do Pe. Cizenando, que participou conosco da festa.
Tivemos a presença do Pe. Fabrisio, que nos abrilhantou com uma palestra sobre “O Sofrimento”, com base na carta Apostólica “Salvifiti Doloris”. Tema que já vinha sendo refletido no Jornalzinho “Celebrando a Palavra em Família”. Pe. Fabrisio ficou até o encerramento da Festa com a Procissão pelas ruas do Bairro Cruzeiro da Serra, no domingo dia 10 de Maio.
Agradecemos a todos que se colocaram ao serviço ao próximo e a Igreja, doando seu trabalho, fazendo doações para festa, e principalmente rezando para o bom êxito da festa.
Que São Pelegrino abençoe a cada um e cada uma.

PORQUE AS MÃES CHORAM?

“Por que você está chorando?" , perguntou o menino à sua mãe.
"Porque eu sou mãe" , ela respondeu.
"Eu não entendi " , ele disse.
Ela apenas o abraçou e sussurrou:
"Você nunca entenderá".
Mais tarde o menino perguntou ao pai porque as mães parecem chorar sem nenhuma aparente razão.
"Todas as mães choram sem motivo", foi o que o pai conseguiu responder.
O menino cresceu, tornou-se um homem e ainda tentava entender porque mães volta e meia estão chorando.
Após muitos anos, já em avançada idade, ele deixou o mundo.
Quando sua alma viu-se frente a frente com Deus, logo disse:
"Senhor, nunca entendi porque mães choram tão facilmente "
Disse Deus:
"Quando eu criei as mães tinha que ser algo especial"
Eu fiz seus ombros fortes o suficiente para carregar o peso do mundo e, ainda, suficientemente confortáveis para dar apoio.
Eu dei a elas a força para a hora do nascimento dos filhos e para suportar a rejeição que tantas vezes vem deles.
Eu dei a elas a fibra que permite a continuação da luta quando todos à sua volta já desistiram.
Dei-lhes a perseverança em proteger a família por entre doenças e tristezas sem jamais desistir de amar.
Dei-lhes a sensibilidade para amar seus filhos diante de quaisquer circunstâncias, mesmo que eles a tenham magoado profundamente.
Essa mesma sensibilidade as ajuda a silenciar o chorinho dos seus bebês, fazendo com que se acalmem e, quando adolescentes, que compartilhem com ela suas ansiedades e medos.
... E, finalmente, dei-lhes a lágrima para derramarem sem nenhuma razão aparente.
É sua única fraqueza.
Por que fiz isso?
Para não diferenciá-las por completo do restante da espécie humana ".


(Silvia Schmidt - Why Mothers Cry - Malcoln Robbins)

NÓS TEMOS UMA CAMPEÃ




(Adaptação da Revista Brasil Cristão-maio/09)
Nossa querida Mãe Maria é campeã na entrega de si mesma à vontade de Deus; é campeã na Fé, pois nenhuma outra pessoa humana acreditou mais em Deus do que ela; é campeã no amor que tem por nós, porque depois de Deus, é quem mais ama seus filhos. E quer que se voltem para Jesus e se salvem.
Portanto, se caminharmos com Maria, Mãe de Jesus e nossa Mãe, seremos também campeões na fé, na esperança, na caridade, na confiança, no amor.
Um dos modos mais fáceis e maravilhosos de caminhar com a Mãe Maria, todos os dias é rezar o Terço. Porque quem reza o Terço, ou se possível o Rosário, todo dia, mantém um contato muito profundo com Maria e, através dela, com seu filho e Nosso Senhor Jesus Cristo.
A missão e a alegria da Mãe Maria é reunir a cada um de nós, seus filhos amados, em seu Imaculado Coração, para nos encaminhar, com amor especial de Mãe, ao Sagrado Coração de Jesus.
Se você querido amigo(a) quer se aproximar mais e mais do Sagrado Coração de Jesus, ou precisa que seus familiares sejam transformados pelo amor ardente do Coração do Filho de Deus, aproxime-se, busque mais e mais, todos os dias, imitar o Coração Imaculado de Maria, a nossa campeã no Céu e na terra. Sejam louvados Jesus e Maria!
Um abraço amigo,

Maria José.

COMO SER MÃE NOS DIAS ATUAIS?


Hoje em dia é comum, as especializações profissionais, palavras como graduação, pós-graduação, MBA, especialização, mestrado, doutorado e etc... já fazem parte de nosso vocabulário, e nada mais são do que pessoas super preparadas em suas respectivas áreas, passando suas experiências aos outros, para que estes também sejam especialistas nessas mesmas áreas.
E as mães, como ficam nessa história? Você já parou pra pensar, como a tarefa de ser mãe evoluiu através dos tempos? E que apesar de toda essa evolução, ninguém nunca imaginou em uma especialização de “como ser mãe nos dias de hoje”?
Na antiguidade, a tarefa de ser mãe era basicamente cuidar de sua prole, a defender dos predadores e prepará-la para a vida adulta. E hoje? Acho que a tarefa ainda é essa, mas os desafios aumentaram.
Pense em como aumentaram os predadores, os animais ferozes de antigamente, hoje foram substituídos por sequestradores, assaltantes, traficantes, pedófilos e muitos outros, muitas vezes mais cruéis que os próprios animais.
E preparar pra vida adulta então é um verdadeiro desafio, os filhos precisam aprender a ler, falar outros idiomas, informática, escola, faculdade, cultura, esporte e por ai vai, ainda tem que aprender uma profissão e ser muito bom na que ele escolher.
E a mãe, responsável por tudo isso, não passou por nenhum curso, que lhe ensinasse isso, não freqüentou nenhuma faculdade que a ensinasse a ser mãe, mas ela sabe como fazer, porque essa qualidade já nasceu com ela, ser mãe não é um status e sim um dom, pois se não fosse assim, muitas já haviam pedido demissão.


(Eduardo)

Mensagem à família

"Mensagem à família
Na educação de nossos filhos
Todo exagero é negativo.
Responda-lhe, não o instrua.
Proteja-o, não o cubra.
Ajude-o, não o substitua.
Abrigue-o, não o esconda.
Ame-o, não o idolatre.
Acompanhe-o, não o leve.
Mostre-lhe o perigo, não o atemorize.
Inclua-o, não o isole.
Alimente suas esperanças, não as descarte.
Não exija que seja o melhor, peça-lhe para ser bom e dê exemplo.
Não o mime em demasia, rodeie-o de amor.
Não o mande estudar, prepare-lhe um clima de estudo.
Não fabrique um castelo para ele, vivam todos com naturalidade.
Não lhe ensine a ser, seja você como quer que ele seja.
Não lhe dedique a vida, vivam todos.
Lembre-se de que seu filho não o escuta, ele o olha.
E, finalmente, quando a gaiola do canário se quebrar, não compre outra...
Ensina-lhe a viver sem portas."

CatequInformando






Muito temos que celebrar e louvar a Deus nesse ano de 2009, em que comemoramos o Ano Catequético Nacional, pela nossa caminhada. Mais ainda, quando completamos 10 anos de paróquia.
A catequese como processo de educação da fé, está atuante em todas as comunidades de nossa paróquia, exceto duas rurais, que não formaram turmas de catequizandos. Somam-se 130 catequistas em nossa paróquia, pequenos semeadores da mensagem de Jesus de Cristo.
Uma atenção especial merecem nossos catequistas da zona rural, pelo seu desdobramento e coragem, em superar as dificuldades que enfrentam, para que os encontros catequéticos aconteçam em suas comunidades.
São jovens, adultos, homens e mulheres donas de casa, trabalhadores do campo, com tarefas cotidianas inadiáveis (tratar dos animais, tirar leite... etc.), que merecem o nosso respeito.
Nas atividades paroquiais da catequese (retiros, formações) estão sempre presentes, mais ainda andam distancias enormes; a maioria a pé enfrentando as dificuldades com a estrada e a distancia( Uma catequista em seu relato disse andar quase duas horas) para que os encontros catequéticos aconteçam.
Vemos claramente que a motivação è JESUS CRISTO.
A esses verdadeiros discípulos e missionários de Jesus, nossa gratidão.
A prática e a perseverança de cada um é uma lição de catequese. Que vai além dos manuais, mais que chega com o testemunho; esse de verdade é o que toca o coração, provocando a transformação da realidade de cada um.
Que Santa Terezinha padroeira das missões, derrame sua chuva de bênçãos e rosas sobre a catequese, fortalecendo cada catequista na fidelidade da missão, e que todos catequistas possam através de suas graças: Aprender caminhando com o MESTRE, Aprender ouvindo o MESTRE e Aprender agindo com o MESTRE.



Edilamar

MARIA NOS LEVA A JESUS


Amigos e Amigas estamos no mês de maio dedicado a grande mãe de Deus, Maria Santíssima.
Deus sempre quis e soube precisar de pessoas generosas e, por isso, encontrou em Maria, uma mulher pura, simples, modelo de mãe de quem se serviu para revelar seu filho.
Ela aceitou o plano de Deus, mesmo com dores, interrogações e renúncias. Ela acreditou na força e na presença de Deus.
O seu SIM é lição e modelo para fazermos a vontade do Pai. Maria é mãe, mãe de Jesus Cristo, Mãe da Igreja, Mãe de Deus, Mãe nossa, Mãe dos pobres, Mãe dos explorados, ela é a imagem cooperadora da Redenção.
Os atuais conflitos das relações entre pais e filhos, demonstram o tanto que a mulher ainda é massacrada, seja por seus cônjuges ou até mesmo por filhos que não sabem o valor que é uma mãe. O elevado índice de violência doméstica aponta para essa triste realidade.
Por isso, a mulher deve ser valorizada, afinal ela é geradora de vida. Que neste mês dedicado as Mães, você possa agradecer a sua pela capacidade dela de amar e de te fazer uma pessoa mais feliz e realizada.
Maria é a garantia da grandeza da mulher. Mostra o que é “ser mulher”.
A igreja tem consciência de que são as mulheres que evangelizam plenamente. Na maioria das situações é a mulher que está ali realizando sua vocação.
Assim, homens e mulheres juntos com Maria, nossa mãe em prol da construção constante do Reino de Deus aqui na terra. Peçamos a Maria, nossa fiel modelo de compromisso, que tenhamos uma vida renovada, uma família mais unida, e que sejamos portadores da libertação de um mundo mais pleno e feliz.
A figura de Maria é de uma mulher forte na pobreza, no sofrimento, na fuga, no exílio, na cruz, enfim ela é a que nos leva ao Cristo.
Seguindo seu exemplo, queremos afirmar que com a presença de Maria em nossas vidas seremos seres mais repletos da graça que vem do amor misericordioso de nosso Senhor Jesus Cristo.
“Que Nossa Mãe do Céu tenha piedade de nós e com um olhar maternal levante-nos, purifique-nos e eleve-nos a Deus.” (Padre Pio)



Natanael Oliveira Diniz
(Comunidade Stª Terezinha)

FAZENDINHA COLINA DA PAZ










Uma vez por mês a comunidade Colina da Paz, vem nos auxiliar nas celebrações da Santa Missa, sendo cada mês em uma comunidade da Paróquia Santa Terezinha, em Março foi na Comunidade de Santa Terezinha, em Abril na Comunidade de São Francisco e em Maio na Comunidade Nossa Senhora do Rosário. Nos meses seguintes participaram na Comunidade de Nossa Senhora Aparecida e Santa Edwiges.

Que a alegria que eles trazem nos faça crescer no amor ao próximo e a Jesus.
Que Jesus abençoe a cada Interno, e a todos que fazem parte da Família Colina da Paz.

Muito obrigado pela visita!!!

Clique nas paginas para ver outras matérias.

Seguidores

Total de visualizações de página

Colaboradores

Foto: