quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Editorial

Neste mês, em meio às chuvas de rosas que derramam sobre nós, das mãos de nossa padroeira, Santa Terezinha do Menino Jesus, e sob o manto Sagrado da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, somos motivados a celebrar suas festas, mas ao mesmo tempo, convocados e enviados à atividade missionária, a exemplo de tão grandes santas.

A partir do nosso batismo, cada gesto nosso, quando realizado em sintonia com a vontade do Pai, se converte em missão. Todo cristão é missionário quando se dedica à evangelização ou cumpre bem as tarefas decorrentes do seu compromisso de fé e da vocação que assumiu ao longo de sua vida terrena.

Com as nossas orações, anúncio e testemunho de vida, temos como missão, transformar esta realidade, cheia de contradições numa civilização plena do evangelho de Cristo, onde cada irmão possa ter esperança e viver em solidariedade entre si.

O desamor que avassala este mundo, há mais de dois mil anos batizado pela “Água da Salvação”, advém da falta de consciência missionária da maioria dos batizados.

É preciso que tenhamos a coragem de revelar, nesta sociedade violenta e sem fé, a presença de Deus Pai, que nos ama loucamente e nos chama para apressarmos o tempo de reconciliação e de unidade.

Paz e bem.
Lourdes Barbosa
Postar um comentário

Muito obrigado pela visita!!!

Clique nas paginas para ver outras matérias.

Seguidores

Total de visualizações de página

Colaboradores


Foto: