terça-feira, 21 de maio de 2013

O Mensageiro Entrevista

Entrevista Padre José Luís de Araújo Paiva

     Amigos e Amigas em Jesus Cristo, esse mês tive a grata alegria de conversar com o Pe. José Luís, nosso vigário. Na oportunidade, ele comenta diversos fatos da sua realidade sacerdotal. Queremos também, render graças a Deus pelo seu primeiro ano de sacerdócio, e agradecer a sua gentileza e carinho. Abraço! Natanael Oliveira Diniz

1 - Ser Padre é doação plena ao Reino de Deus. Sendo assim, quais os momentos mais marcantes durante esse um ano de sacerdote?

    R - Essa doação ao Reino de Deus é “uma escola privilegiada da “compunção do coração”, da confiança na misericórdia de Deus, no seu amor que nunca nos abandona. O Sacerdote vivendo “esse pelo reino de Deus” desenvolve o papel de ser vigário de Cristo no mundo. Tiveram vários momentos marcantes durante esse primeiro aniversário de Sacerdote, e serão sempre os mesmos que irão me motivar essa doação ao Reino de Deus. Um deles é a possibilidade de todos os dias atualizar a Páscoa de Cristo e recebe-lo em minha vida pela Eucaristia. O Sacramento da Penitencia se torna marcante também quando é percebido a conversão da pessoa e ver nela nascendo uma nova criatura. É uma espiritualidade única a administração do Sacramento do Batismo pelo qual me faço pai espiritual. Todas as administrações dos Sacramentos se fizeram marcantes na minha vida Sacerdotal. É bom perceber que estou sendo uma pequena parte na porção da Igreja particular da Diocese de Patos de Minas. Contribuindo para que essa poça sempre mais seguir Cristo e encontrar o verdadeiro amor de Deus. Celebrar esse um ano de vida Sacerdotal foi uma ocasião para renovar os meus propósitos e reavivar os sentimentos que têm de inspirar as minhas doações ao Senhor.

2 - Quais os desafios da Paróquia Santa Terezinha?

    R - É Uma paróquia que tem varias comunidades. Por um lado é bom porque vemos a riqueza de cada uma e isso contribui para cada dia aprender mais a ser um pastor segundo o coração do Bom Pastor, mas se torna quase que impossível a presença constante nas mesmas. Fica difícil caminhar com todos ao mesmo tempo principalmente nas capelas rurais aonde vamos uma vez por mês.

4 - Na visão, o “ser padre” superou suas expectativas?

    R - Durante uma caminhada vocacional é preciso que vejamos realidades concretas do chamado que estamos aprofundando e sobre vocação em si: Como discernir a nossa vocação, o que é este chamado, sua história, espiritualidade, contorno, identidade e sua missão. Estou consciente que estou seguindo a vontade de Deus porque sempre me coloquei em oração sob a ação do Espírito Santo. As expectativas foram superadas sim graças a Deus.

5 - Deixa-nos uma mensagem.

    Antes de tudo, quero louvar e agradecer ao Senhor pelo dom da vida e pela vocação sacerdotal; em segundo, agradecer aos que rezaram comigo neste dia e que rezam sempre pelas vocações sacerdotais; por fim, convidar todos a se dedicarem plenamente a própria vida pela causa do Evangelho, cada um serve ao senhor segundo a vocação recebida pelo bom Deus. Só assim, dentro de nossa vocação, podemos celebrar as maravilhas que o Senhor conquistou por nós com o preço de seu sangue.

Postar um comentário

Muito obrigado pela visita!!!

Clique nas paginas para ver outras matérias.

Seguidores

Total de visualizações de página

Colaboradores

Foto: