quinta-feira, 23 de agosto de 2012

O Mensageiro Entrevista

Entrevista Ministros da Palavra

     Caros paroquianos (as) de Santa Terezinha, nesse mês tive a grata alegria de entrevistar a coordenadora dos Ministros da Palavra (Ivani Fátima Silva). Sabemos da importância desse ministério e partilhamos esse “dedo de prosa”, que revela e mostra a grande importância desse ministério para a vida da Igreja e das pessoas.

Abraço fraterno! Natanael Oliveira Diniz

1- Conte-nos sua vivência como ministra da Palavra. Como começou?

    Procuro questionar a minha vivência á luz da palavra, aplicando permanentemente a palavra escutada á situação concreta da vida, perguntando a cada momento, “o que Deus está me dizendo”. Em que sentido os critérios divinos encerrados na palavra interpelam meu modo de pensar e atuar em que aspecto devo mudar.

    Nunca tomei a iniciativa de fazer ou empreender algo tão grandioso. Apenas “Alguém” abriu a porta e eu resolutamente entrei, abaixei a cabeça e disse: eu irei e tu, meu Senhor, toma e leva-me onde quiseres, quando e como quiseres.

2- Quais os desafios que você enfrenta como Ministra da Palavra?

    É sabido como atormenta o pensamento da própria inaptidão para o ministério, somente a obediência e o amor ao pai, conseguiram me convencer a continuar no meu lugar.

3- Como é feita a escolha dos Ministros da Palavra? Explique-nos.

    A escolha é feita a um bom Cristão, um cristão segundo o coração de Deus.

4- Quais são seus santos de devoção?

    Santa Terezinha do menino Jesus, São Francisco de Assis, São Geraldo.

5- A Palavra de Deus sustenta e dá força para nossas vidas. Sendo assim, quais sugestões você daria para os fiéis conhecer melhor a palavra de Deus.

    Para meditar e viver a palavra. Procure ter a alma vazia, aberta, tranquila, sem ansiedade, em serena expectativa, pois é o senhor que vem, em sua palavra e a seu encontro. Na medida em que sua mente se adapte á “mente” de Deus, você será discípulo do Senhor.

6- Deixe-nos sua mensagem.

    O cristão deve ser coerente com sua doutrina e rejeitar a tentação de uma espiritualidade intimista e individualista, pois, esta não atende as exigências da caridade pela qual somos chamados. Assim iremos construindo a história da humanidade conforme a vontade de Deus não á dos homens.

Postar um comentário

Muito obrigado pela visita!!!

Clique nas paginas para ver outras matérias.

Seguidores

Total de visualizações de página

Colaboradores

Foto: