segunda-feira, 18 de abril de 2011

João Paulo ll e sua Beatificação

Papa João Paulo II será beatificado

Karol Wojtyla, ou o Papa João Paulo II que faleceu em 2005 após 27 anos de pontificado, será beatificado em 1º de maio deste ano. O anúncio foi feito pelo Vaticano no início do ano que justificou ainda o porque da beatificação acontecer em tempo recorde: a imponente reputação de santidade da qual gozava o Papa João Paulo II durante sua vida, em sua morte e depois de sua morte.

A beatificação é o último passo para que alguém seja reconhecido santo pela Igreja Católica. A João Paulo II é atribuída a cura de uma freira que sofria de Parkinson, uma doença degenerativa.

Para celebração, o Vaticano prepara um grande evento eclesial. A beatificação será dividida em cinco etapas, incluindo vigília de preparação, Missa de beatificação e veneração dos restos mortais. Portanto, apesar de beatificação ser no primeiro dia de maio, o evento começa no fim de abril.

30 de abril: das 20:00h ás 22:30h (01:00h ás 03:30h horário de Brasília) Vigília de preparação no Circo Máximo de Roma. A vigília será conduzida pelo Vigário Geral da Diocese de Roma, Cardeal Agostini Vallini. O Papa Bento XVI irá participar desta vigília através de videoconferência.

01 de maio: 10:00h (15:00h horário de Brasília) Missa de Beatificação na Praça São Pedro presidida pelo Santo Padre. Depois da Missa, acontece veneração dos restos mortais que serão expostos na Basílica de São Pedro em frente ao Altar da Confissão. A veneração se estenderá até cessar o fluxo de pessoas e a Missa é aberta ao público em geral.

02 de maio: 10:30h (15:30h horário de Brasília) na Praça da São Pedro acontece a Missa de Ação de Graças presidida pelo Secretário de Estado do Vaticano, o Cardeal Tarcísio Bertone. Neste mesmo dia, acontece uma cerimônia privada para o enterro dos restos mortais do Papa João Paulo II na Capela de São Sebastião.
Frases do Papa João Paulo II

Toda vocação sacerdotal é um grande mistério, um dom que supera infinitamente o homem.

Desde os primeiros anos do sacerdócio, a celebração da Eucaristia foi não só o dever mais sagrado, mas sobretudo a necessidade mais profunda da alma.

A paz exige quatro condições essenciais: verdade, justiça, amor e liberdade.

Deus se deixa conquistar pelo humilde e recusa a arrogância do orgulhoso.

A guerra é sempre uma derrota da humanidade.

Veja a Galeria de Imagens:





Postar um comentário

Muito obrigado pela visita!!!

Clique nas paginas para ver outras matérias.

Seguidores

Total de visualizações de página

Colaboradores

Foto: