sábado, 11 de julho de 2009

EDITORIAL



"Pois quando me sinto fraco, é então que sou forte" (2 cor. 12,10)

Irmãos e Irmãs, iniciemos este mês de julho refletindo sobre este versículo da carta de Paulo. Reconhecendo a nossa fraqueza e a nossa pequenez diante de Deus, é que somos capazes de nos entregarmos, totalmente, para que ele seja "tudo" em nós, e assim, nos tornamos fortes, no Senhor.

Neste tempo comum, a liturgia nos apresenta textos da Vida Pública de Jesus. Pequeno período da vida do Deus-Homem, no meio do povo, pregando o Evangelho e operando milagres na vida daqueles que tinham fé.

Às vezes voltamos todas as nossas atenções para os dois grandes tempos litúrgicos, Natal e Páscoa, que são chamados "tempos fortes", e nos esquecemos da importância do Tempo comum, para o nosso crescimento na fé. É a nossa oportunidade de sermos catequizados pelo próprio autor da catequese, o Mestre Jesus, em cada celebração que participamos.

Saúde e Paz!


Lourdes Babosa.
Postar um comentário

Muito obrigado pela visita!!!

Clique nas paginas para ver outras matérias.

Seguidores

Total de visualizações de página

Colaboradores


Foto: