terça-feira, 25 de setembro de 2012

O homem e a Religião

    Faz tempo que se fala sobre a relação do homem com a religião. Os dados estatísticos estão aí e as evidências estão na rua, em uns continentes mais visíveis do que em outros, porém praticamente já engloba o mundo todo.

    Percebemos que a religião é um espaço onde a possibilidade do contato com Deus se abre, mas ao mesmo tempo é espaço onde existem muitas contradições. O filósofo Martin Buber diz em sua famosa obra “Eu e Tu” que “todo espírito autêntico anseia por religião. Não por sentenças de fé ou receitas, mas por uma saudação comum a Deus por seres humanos que nesta saudação encontram-se e solidarizam-se mutuamente”.

    Essa é a força que deveríamos sentir quando pensamos e agimos na perspectiva religiosa do contato com Deus. Mas ao contrário, vemos o quanto historicamente as religiões afastaram-se do que seria sua vocação fundamental, para se inserir tragicamente nas relações de poder e protagonizar assim contradições radicais.

    Os homens e as mulheres da atualidade partilham de um sentimento que impede a relação direta com o outro, e consequentemente a relação verdadeira com Deus; esse sentimento é o egoísmo, a preocupação excessiva consigo mesmo, e a prática irracional do consumo sem responsabilidade.

    O desejo vital que o ser humano tem de Deus torna-se, então, fragilizado. O ser humano busca Deus, mas é incapaz de reconhecê-lo numa pele miserável, doente, escura, excluída. Dissociamos Deus da condição humana. Se, por um lado, nosso arbítrio é o maior responsável por nossas tragédias e sofrimentos, por outro, nos resgatamos em outras construções quando percebemos a necessidade de decifrar os sinais do Reino de Deus.

    Sendo assim, sejamos capazes de superar impasses e crises. Deus é nossa força, que ele nos ajude a sermos cristãos mais comprometidos e agentes de uma realidade mais libertadora e feliz.

    Que nossa religião, seja aquela pregada por Jesus, que preserve o amor e testemunhe a todos a boa nova de felicidade.

Natanael Oliveira Diniz (Comunidade Santa Terezinha)

Postar um comentário

Muito obrigado pela visita!!!

Clique nas paginas para ver outras matérias.

Seguidores

Total de visualizações de página

Colaboradores

Foto: