sábado, 21 de julho de 2012

O Mensageiro Entrevista

Entrevista COPAE

    Amigos e Amigas em Jesus Cristo. Esse mês entrevistamos o Edvaldo Sales (coordenador do Copae), na oportunidade ele relata e explica qual a função do Copae e sua importância para a paróquia. Nossos sinceros agradecimentos.

Natanael Oliveira Diniz

    1-Qual a função do COPAE em uma paróquia?

    É da competência do Conselho Paroquial de Assuntos Econômicos (COPAE), auxiliar o pároco na administração dos bens da paróquia como pede o Código de Direito Canônico (Cân. 537). O Conselho é obrigatório e deve existir em todas as Paróquias. É um órgão de natureza consultiva e sua razão de ser é auxiliar o Pároco ou o Administrador Paroquial na gestão dos bens temporais da Igreja, com a competência de opinar e dar pareceres relativos a todos os assuntos de natureza patrimonial, econômica, financeira ou administrativa no âmbito da Comunidade Paroquial.

    2- Como é feita a escolha dos membros do COPAE? Explique-nos O COPAE.

    A escolha compete exclusivamente ao Pároco ou Administrador Paroquial e é composto de 5 (cinco) ou 7 (Sete) membros, denominados Conselheiros, escolhidos dentre os fiéis de vida paroquial ativa. Todos devem ter formação e prática religiosa e serem competentes em assuntos de administração e merecedores da confiança do pároco e da comunidade. Reúne normalmente uma vez por mês, a não ser que razões especiais aconselhem uma maior periodicidade, lavrando-se a respectiva ata da reunião.

    O COPAE possui os seguintes cargos:

    * 1º Presidência, exercida pelo Pároco ou Administrador Paroquial.

Compete ao Pároco ou Administrador Paroquial:

1 - fixar o número de Conselheiros, observados os limites deste Estatuto; 2 - escolher e indicar os nomes dos Conselheiros para sua nomeação pelo Arcebispo; 3 - determinar a convocação do COPAE e presidir suas reuniões; 4 - estabelecer a pauta dos assuntos das reuniões; 5 - investir, no respectivo cargo, o coordenador, o tesoureiro e o secretário, escolhidos entre os conselheiros nomeados; 6 - retirar o mandato de Conselheiro, obedecido ao disposto no Art. 5, item 4, deste Estatuto.

    * 2º Um Coordenador.

Compete ao Coordenador:

1 - auxiliar o Pároco ou Administrador Paroquial na coordenação dos trabalhos do COPAE; 2 - substituir o Pároco ou Administrador Paroquial na presidência das reuniões, quando este houver de se ausentar; 3 - formalizar as decisões e proposições do COPAE e encaminhá-las, em tempo hábil, ao Pároco; 4 - convocar, segundo determinação do Pároco ou Administrador Paroquial, os Conselheiros para as reuniões ordinárias e extraordinárias do COPAE; 5 - coordenar as atividades do COPAE.

    * 3º Um Tesoureiro e Suplente.

Compete ao Tesoureiro:

1 - assinar, em conjunto com o Pároco ou Administrador Paroquial, os balancetes mensais que deverão ser apresentados ao ordinário e aos fiéis; 2 - quando solicitado pelo Pároco ou Administrador Paroquial, assinar cheques ou outros títulos de responsabilidade da Paróquia, conforme as normas do direito financeiro.

    * 4º Um Secretário e Suplente.

Compete ao Secretário:

1 - lavrar as atas das reuniões do COPAE; 2 - zelar pelos documentos, livros e resoluções do COPAE, providenciando-lhes o devido arquivamento.

    * 5º Um Conselheiro e Suplente.

Compete aos Conselheiros: 1

- participar das reuniões, dar parecer e votar nas decisões e proposições; 2 - cooperar em tudo para o bem da vida econômica da Paróquia (Art. 7, IX).

    3- Conte-nos sua vivência no COPAE e aponte os desafios que a paróquia apresenta.

    É um trabalho que realizo com prazer, tentando suprir as necessidades econômico-financeiras da Paróquia; levando a motivação dos paroquianos para que estes colaborem com satisfação através de dízimo, campanhas, promoções e festas. Onde os membros do COPAE procuram desenvolver a missão de administrar a parte financeira e os bens da Comunidade de Santa Terezinha numa dimensão transparente, onde a prestação de contas é feita com a maior seriedade, correspondendo à confiança e intenções dos dizimistas e colaboradores, em geral, de forma harmoniosa com o plano de pastoral.

    4- Quais são seus santos de devoção?

    Nossa Senhora da Aparecida e Santa Terezinha

    5- Atualmente quem faz parte do COPAE da Paróquia Santa Terezinha?

    Presidente: Padre José Ricardo Lucas de Lima / Coordenador: Edvaldo Sales / Vice Coordenador: Walterson Silva / Tesoureiro: Osvaldo Pereira / Secretária: Ana Flávia Ferreira Couto. / Conselheiros: Sebastião Vital e César Gustavo Pereira

    6- Deixe-nos sua mensagem.

    Qualquer envolvimento com pastoral é uma proposta de Deus que nos chama através de sua comunidade. É preciso conhecer a realidade envolvente, as necessidades concretas e as características das pessoas para, a partir disso, na ação pastoral definir objetivos, apontar metas, acertar e aceitar métodos, para realizar tudo o que se pretende na construção de um projeto comunitário válido e capaz de responder às inquietações das pessoas que servimos.

    A vida aparece sempre como serviço, porque colocada ao dispor dos outros para a construção da casa comum. Estes grupos ou movimentos devem integrar-se na pastoral de conjunto da paróquia e exercer nela uma função dinamizadora, porque contêm extraordinárias possibilidades evangelizadoras. Comprometendo nas diversas manifestações da vida paroquial, por forma a construir uma comunidade unida e co-responsável.

Postar um comentário

Muito obrigado pela visita!!!

Clique nas paginas para ver outras matérias.

Seguidores

Total de visualizações de página

Colaboradores

Foto: