sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Cantinho do Coração de Jesus

Cristão radical?

Fevereiro é tempo de muita alegria e descontração, trazidas por mais um carnaval.

É tempo também de preparação para uma nova quaresma; tempo de estudo, de reflexão, de oração, de jejum e de caridade, em busca da celebração de uma nova e santa Páscoa.

É tempo de mais uma campanha da fraternidade, desta vez Ecumênica (apenas de 5 em 5 anos), unindo igrejas, povos, mãos e ações num só objetivo: resgatar, de tantas formas, as maravilhas que Deus criou para nós.

Percebemos que, dia após dia, a presença e companhia do Senhor é forte em nossas vidas. As graças e bênçãos que Ele derrama para cada um de nós, mostram-nos o céu aqui mesmo e agora. E fico a pensar de novo: como é bom ser católico!

Como é bom pertencer a Deus!

Num dia desses, rezando a palavra com São Paulo, eu pensava no fato de sermos, às vezes radicais ou até tão pouco radicais.

Alegra-nos sentir que trazemos a nossa fé do nosso berço, do sangue e do exemplo de nossos avós e dos nossos pais.

Mas será que somos mesmos fiéis à Palavra?

Somos fiéis aos mandamentos? E ao catecismo da Igreja Católica?

E, principalmente, somos fiéis ao nosso Batismo?

Penso que este tempo é oportuno para fazermos tal reflexão.

Muitos dos ensinamentos que ganhamos de nossos pais e avós já foram modificados para melhor, naturalmente, mas existem regras e leis que fomos nós mesmos que as mudamos para o nosso agrado e bem estar.

Por exemplo: quando foi a sua última confissão? Quando foi que comungou pela última vez? Você tem participado da missa em todos os domingos? Você freqüenta a Igreja, ocupando seu lugar e partilhando os seus dons? Você faz parte do enorme grupo que resolveu só morar junto, sem o sacramento do matrimônio?

Isto tudo é muito básico na vida do cristão. Ou somos cristãos no verdadeiro sentido da palavra, seguidores dos ensinamentos de Cristo, radicais na obediência, na fé e no amor verdadeiro, ou vivemos do “nosso jeito”, numa vida “só nossa”, onde somos mais soltos, muito mais livres e porque não dizer: relaxados.

É a própria Palavra que nos dá o apoio necessário, a força, o ânimo, o alento e a luz que precisamos:

Toda a Escritura é inspirada por Deus, e útil para ensinar, para repreender, para corrigir e para formar na justiça. Por ela, o homem de Deus se torna perfeito, capacitado para toda boa obra (II Tim 3, 16-17)

Não temas: crê somente. (Mc 5, 36b)

Tudo é possível ao que crê (Mc 9, 23b)

Vós sois o sal da terra. Vós sois a luz do mundo. (Mt 5, 13a e 14a)

Portanto, sede perfeitos, assim como vosso Pai celeste é perfeito. Mat 5, 48)

Pois Deus não nos deu um espírito de timidez, mas de fortaleza, de amor e de sabedoria. (II Tim 1, 7)

Resta-nos aproveitar este tempo do carnaval, utilizar nossas energias que ainda nos sobram, e animados, revisarmos nossos conceitos, nossa conduta, nossas reações e, à luz da Palavra e do amor de Deus, voltarmos atrás naquilo em que precisamos melhorar ou até mesmo, ser mais firmes, mais radicais, em tudo que diz respeito à nossa fé.

Tenhamos coragem!
Um abraço amigo


Maria José

Postar um comentário

Muito obrigado pela visita!!!

Clique nas paginas para ver outras matérias.

Seguidores

Total de visualizações de página

Colaboradores

Foto: