sexta-feira, 28 de junho de 2013

O Mensageiro Entrevista

Entrevista Maria do Carmo Silva Vieira

    Amigos e Amigas, esse mês tive a grata satisfação de conversar com a leiga, Maria do Carmo Silva Vieira, da comunidade de Santo Antônio do Quebranzol. Na oportunidade ela relata alguns desafios e a realidade da comunidade. Confira! Abraço.                                                          Natanael Diniz

1 - Quais são seus santos de devoção?

    Não tenho somente um ou outro, sou devota de todos os santos, pois vejo neles algo que devo seguir, como a capacidade de compreender melhor os ensinamentos de Deus e assim se afastar o máximo possível do pecado.

2 - Sabemos da grande presença religiosa em Santo Antônio do Quebranzol. Sendo assim, o que é ter fé para você?

    Ter fé é acreditar no ser humano e tudo que o envolve. Acreditar até mesmo quando tudo parece perdido, acabado, desacreditado; naquilo que não se vê apenas sente; assim como Jesus disse a Tomé: “Felizes os que crêem sem ver”.

3 - Quais os desafios e as necessidades da comunidade de Santo Antônio do Quebranzol?

    O maior desafio é a espiritualidade dos cristãos. Há de encontrar uma forma de despertarmos a prontidão para o serviço gratuito e desinteressado.

    Sei que a espiritualidade de uma pessoa se dá pela proximidade e sua compreensão para com a palavra de Deus, a Eucaristia e as obras que ela faz ou deixa de fazer.

    Temos em nossa comunidade o privilégio de termos a palavra de Deus proclamada e a distribuição da Eucaristia todos os domingos, mas há muito pouca participação da comunidade católica nestas celebrações.

4 - Como é organizada a tradicional festa de Santo Antônio do Quebranzol?

    A festa de Santo Antônio do Quebranzol cresceu muito nos últimos anos tanto no aspecto religioso quanto no social. A festa começa a ser preparada assim que uma termina: a escolha dos festeiros a cada ano se torna mais difícil pelo tamanho em que a festa se tornou. Escolhido os festeiros iniciam os trabalhos, as reuniões para a realização da próxima festa como: escolha dos shows, arrecadação de doações, necessidades da igreja, etc... É muito trabalho!

    A festa de Santo Antônio tem algo que na minha opinião é um diferencial: as pessoas que aqui vem ou estão promovem um ambiente familiar, fazendo com que a tradição da mesma se expanda cada vez mais, ano após ano; festa sem violência, onde as pessoas se conhecem ou reconhecem e se confraternizam.

5 - Deixe-nos sua mensagem.

    Se as tuas atitudes, pensamentos e sentimentos estão sempre a luz da palavra de Deus não temas, siga adiante, faça suas obras, pois o mundo está cheio de boas ideias e intenções mas carentes de BOAS OBRAS.

Postar um comentário

Muito obrigado pela visita!!!

Clique nas paginas para ver outras matérias.

Seguidores

Total de visualizações de página

Colaboradores


Foto: