segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Cantinho do Coração de Jesus

MUDANÇA DE ENDEREÇO

    Eu sei que o seu endereço era este: arredores de Belém, talvez zona rural; próximo a um curral, na presença de boi, vaca, cavalo, galo e até de algumas ovelhas. Deitado num coxo de alimentar animais...

    Foi lá que o Rei nasceu... Envolto em panos e faixas, nada de roupinhas, terninho, casaco, sapato, nada! Se não tinha nada de material, tinha, por outro lado, tudo que precisava: seu pai “José”, homem justo e bom, sua mãe “Maria”, mulher escolhida, preparada por Deus Pai desde que nascera, pura, imaculada, completa e perfeita.

    Sob a guarda, proteção, zelo, cuidado, afagos e carinhos de seus pais, ali estava aquele menino feliz, entre talvez um choro, uma mamada, uns gritinhos, os pezinhos balançando de alegria!

    Alegria que tinha razão de ser: bem ao alto de sua cabecinha, pairava uma grande estrela a anunciar ao mundo todo que a luz chegara... para todos. Ele quis nascer onde não houvesse muros, grades, e até portões eletrônicos. Nasceu em uma gruta sem portas, à disposição de todos.
    Nasceu criança frágil, pobre e carente, porque ele é “o Emanuel”, “Deus conosco” . E foi colocado numa manjedoura para se fazer “comida”.

    É impressionante o fato de que, enquanto os homens empregam todos os meios para destruir a vida, o próprio Autor da vida nasce em uma manjedoura, fazendo-se Alimento de Vida!

    O nascimento de Jesus também nos ensina outras coisas: Ele nasceu na periferia do poder político para que entendêssemos que não é a força do poder, seja ele qual for, que nos salva; na periferia do poder intelectual para que compreendêssemos que a sabedoria que nos engrandece não consiste no muito saber, mas no entender, no acolher e no saber amar; na periferia do poder religioso, para que todos aqueles que se encontram às margens de tudo possam recebê-Lo como “coisa sua”.

    Na verdade, o nascimento de Jesus rompeu todos os nossos esquemas! Todos nós precisamos aprender urgentemente a acolhê-Lo como Senhor e Rei, que é o que Ele é. E é este Deus, este Rei, que 2.011 anos depois, volta a procurar um lugar para se renovar a alegria de sua chegada.

    No lugar daquela estrebaria de Belém, Ele vê agora, em meio a tanta tecnologia, tanto desenvolvimento, a sua casa, a minha casa, o seu rosto, o meu rosto. José e Maria vêm com Ele, observando, escolhendo, o melhor lugar, o ambiente mais adequado, mais “amoroso”, para nascer o AMOR, a LUZ de que tanto o mundo necessita.

    Ele quer mudar de endereço agora. Serei eu ou será você, a romper com tudo, se for preciso, a assumir, com alegria, atitudes diferentes, que nos comprometam com a vida, e vida plena para todos. Que possamos assumir com coragem mais este Natal.

    Vem, Senhor Jesus! Vem nascer e morar em minha casa!

    Vem reinar soberano em minha vida! Em minha família!

    Então me comprometerei em partilhar o seu novo endereço com todos. Parabéns, Jesus, por mais este aniversário!

    Tenham todos um feliz, santo e abençoado Natal!

Um abraço amigo,
Maria José da Silva Alfredo

Postar um comentário

Muito obrigado pela visita!!!

Clique nas paginas para ver outras matérias.

Seguidores

Total de visualizações de página

Colaboradores

Foto: