quarta-feira, 18 de abril de 2012

A Ressurreição de Jesus na Vida do Cristão

    Naquela mesma hora, levantaram-se e voltaram para Jerusalém. Acharam aí reunidos os Onze e seus companheiros, que disseram: “É verdade! o Senhor ressuscitou e apareceu a Simão!” E eles narraram os acontecimentos do caminho e como o haviam reconhecido na fração do pão. Falavam ainda, quando ele próprio se apresentou no meio deles e disse: “A paz esteja convosco!”

    Este é um trecho do evangelho de Lucas (Lc 24,33-36) que narra a ressurreição de Jesus. Os versículos 33-35 do cap. 24 deste evangelho narra o finalzinho do fato ocorrido com os discípulos de Emaús. O versículo 36 narra o encontro destes com os apóstolos em Jerusalém. O evangelista Lucas é o único dos quatro evangelistas que narra a experiência dos discípulos de Emaús.

     Os discípulos de Emaús, uma cidade próxima a Jerusalém, iam embora para Emaús após o sepultamento de Jesus. Os discípulos de Emaús ardiam o coração pelo caminho, mas só reconheceram Jesus na fração do pão. Esta fração significa a Eucaristia, momento privilegiado na vida dos cristãos, em que Cristo se torna realmente presente. Lucas, ao narrar este fato, mostra aos cristãos que Jesus ressuscitado está próximo deles, principalmente na Eucaristia. Mas, para reconhecer o Cristo presente na Eucaristia, como os discípulos de Eamús o reconheceram na fração do pão, é preciso escutar sua palavra assim como eles ouviram Jesus.

    A ressurreição é um artigo de nossa fé. No creio rezamos: ...creio na ressurreição da carne e na vida eterna. Ademais, é uma experiência para ser vivida já aqui na terra. A experiência da ressurreição na vida cotidiana é importante para manter viva a esperança e enfrentar os sofrimentos, inclusive a morte. A vida e a morte são as duas experiências mais misteriosas que o ser humano tem. Ninguém, nem mesmo o mais espetacular estudo científico, pode explicar como surge uma nova vida. Da mesma forma, a morte não é desejo de ninguém, mas ninguém sabe explicar se é melhor a vida após a morte ou não. A experiência dos batizados e filhos de Deus em relação à vida e à morte tem uma diferença em relação às outras: não é mais um enigma, mas uma realidade. Mas que realidade é esta? Como a vivem?

      A vida e a morte são concebidas pelos cristãos à luz da ressurreição. Quando nascemos recebemos o dom da vida, mas a vida que temos é manchada pelo pecado. Com o batismo recebemos a nova vida, a vida em Deus, a vida eterna. Quem morre na amizade de Deus tem esta vida eterna: “[...] se morremos com Cristo, temos fé que também viveremos com ele, sabendo que Cristo, uma vez ressuscitado dentre os mortos, já não morre, a morte não tem mais domínio sobre ele”. A vida, dom de Deus, será plena após a morte: “Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia (Jo 6,54). Assim, a vida terrena não tem tanta importância para aquele que Crê em Jesus, e a morte física é vista por ele como a possibilidade de passagem para uma vida plena e eterna.

    Esta é a nossa fé. Por isso, vamos ao túmulo de Jesus! Mas somente para constatar que ele não está lá, como fez o apóstolo João que ao chegar ao túmulo “viu e creu” (Jo 20,8). A paixão, a morte e a ressurreição de Jesus é a nossa páscoa. Se ficamos só em uma destas partes, não vivemos a páscoa plenamente. Assim como Cristo, para vivermos a páscoa em nossas vidas, certamente precisamos passar por muitos sofrimentos. Mas também não convém ficar só pensando nos sofrimentos, porque o tempo de se alegrar é hoje. A páscoa de Jesus acontece todos os dias em nossas vidas quando reconhecemos que Deus é a fonte da vida e da graça. Vamos até ele e bebamos nesta fonte para conservar a vida que já temos pelo Batismo, mas que temos de alimentá-la para que a tenhamos plenamente e eternamente junto de Deus no Céu.

José Antônio Ramos, seminarista do Seminário Maior
“Dom José André Coimbra” da diocese de Patos de Minas

Postar um comentário

Muito obrigado pela visita!!!

Clique nas paginas para ver outras matérias.

Seguidores

Total de visualizações de página

Colaboradores

Foto: