quarta-feira, 18 de abril de 2012

Patrocínio - 170 Anos

As origens da região começam com os bandeirantes, exploradores portugueses durante o período colonial, em que passaram por seu caminho para a Capitania de Goiás à procura de ouro e escravos. Em 1771 o Conde de Valadares, Capitão General de Minas Gerais, pediu para Inácio de Oliveira Campos fazer explorações e escavações na região. Em 1773, no vale do Rio Dourados, ele iniciou uma fazenda chamada Bromado dos Pavões. Este pequeno assentamento tornou-se parte da Capitania de Goiás, e o nome foi alterado para o Salitre. Em 1793 apareceram os primeiros habitantes e em 1800 foi construída a primeira capela. No momento da liquidação foi apenas um "Arraial", uma aldeia, e foi chamado Senhora do Patrocínio. Em 1819, tinha cerca de 40 casas feitas de barro e madeira coberta com telhas e sem qualquer argamassa. Em 1839 foi criada a freguesia e foi nomeado o primeiro pároco. Em 1840, Nossa Senhora do Patrocínio foi declarado um município separado de Araxá. Em 1858 parte do município foi desmembrado para criar Estrela do Sul. Em 1868 ocorreu outro desmembramento, criando Patos de Minas.

O nome da cidade é, supostamente, devido a um proprietário muito rico, que, segundo a lenda, vendo a sua única filha gravemente doente, pediu a proteção da Virgem Maria, prometendo a construção de uma capela se a menina fosse curada. Quando isso ocorreu, ele havia construído uma igreja, lhe sendo atribuído o nome de Nossa Senhora do Patrocínio.

Patrocínio tornou-se uma das mais importantes regiões produtoras de café do Brasil. Cerca de 78% da economia está ligado ao café, com a atividade emprega mais de 30.000 pessoas.

A cultura do café teve início na década de 1970, quando fortes geadas dizimou as grandes fazendas do Paraná e São Paulo. A região tem um clima ameno, boa distribuição da água, com um grande número de riachos, e uma precipitação anual considerado ideal para o café - cerca de 1.600 mililitros.

Salve Salve essa terra adorada / Que em beleza não teme rival / Patrocínio é um seio de fada / Salve Salve este berço natal

Patrocínio é uma terra encantada / Só ocultando em teu seio riquezas / Do sertão é uma parte invejada / Por seu clima e por sua beleza

A tardinha admiramos / Nosso céu crepuscular / Acordados até sonhamos / Quando a noite é de luar

Da cidade uma légua distante / Só ergue o Cruzeiro da Serra / Quem avista diz logo num instante / É a maior maravilha da terra

Milagrosa bem curta a distância / Jorra sempre uma água que é pura / Mineral de famosa importância / Que dá certo aos enfermos a cura

A tardinha admiramos / Nosso céu crepuscular / Acordados até sonhamos / Quando a noite é de luar

Postar um comentário

Muito obrigado pela visita!!!

Clique nas paginas para ver outras matérias.

Seguidores

Total de visualizações de página

Colaboradores

Foto: