segunda-feira, 15 de agosto de 2011

CatequInformando

Amigos catequistas, neste mês vocacional, entreguemos nossa vocação catequética nas mãos de Santa Terezinha,.

Que ela nos embale na suavidade das rosas, curando-nos das feridas dos espinhos, ensinando-os que só no AMOR, nossa missão vale a pena.

Abramos nosso coração e fiquemos de ouvidos atentos para ouvir a voz do Deus Catequista.

O texto abaixo do catequista Alberto Meneguzzi, ajuda-nos a refletir, a tomar consciência da vocação catequética. Permaneçamos firmes e atentos.

Leia mais uma vez! Vale a pena.
Edilamar

A voz do Deus catequista

Quando calo, a voz me diz: “grite!”. / Quando canso, me diz: “ande!”. / Quando me acomodo, ela diz: “mexa-se!” e quando caio, me diz: “ levanta-te!”.

Quando me sinto frágil, a voz me diz: “és forte!”. / Quando me sinto forte, ouço um alerta: “cuidado!”. / Quando choro, a voz me anima: “sorria!”.

A voz me diz coisas, a todo o momento. / Quando desisto, ela diz : “insista!”. / Quando insisto demais, ela diz:“calma!”

A voz é sábia. É a voz do Deus catequista. Ela sempre indica um caminho. / Ela traça e lança desafios.

A voz me freia quando estou acelerado. Acelera quando estou lento.

A voz do Deus catequista está presente no meu dia como um gravador programado para entrar em ação a todo instante, me dizendo as coisas certas nas horas que mais preciso.

É esta voz quem me fez não desistir. / É ela quem me pede para prosseguir. / É ela quem me enche de amor nos momentos de profundo deserto. / É ele quem coloca no meu rosto, o semblante de alguém que não vegeta, mas vive, pulsa, busca, luta, quer algo diferente.

É esta voz que me apresenta pessoas especiais.

A voz do Deus catequista me acompanha a todo instante e está sempre me pedindo para não desistir. “Eu preciso de ti, eu preciso de ti, eu preciso de ti, eu preciso de ti, eu preciso de ti”.

Ela insiste! / E eu me rendo: “sim, sim, sim, sim.”. É a minha resposta.

Esta voz que me atormenta, é a mesma que me sustenta. /É o grito daqueles que estão sem voz. /É o grito daqueles que estão fracos, sem forças.

É a voz que me dá a luz. É a voz que me conduz. /É voz que faz com que eu não desista. /É voz do meu Deus catequista.
Postar um comentário

Muito obrigado pela visita!!!

Clique nas paginas para ver outras matérias.

Seguidores

Total de visualizações de página

Colaboradores

Foto: