terça-feira, 19 de julho de 2011

Fé e Política

Amigos e Amigas em Jesus Cristo! Como é bom sermos cristãos e deixar que os nossos compromissos sejam assumidos e realizados em prol do reino de Deus e do mundo em que vivemos.

Quando ouço um cristão católico dizendo: “A igreja não deve preocupar-se com política”, experimento certa preocupação e crítica. Sabemos que a fé é o nosso grande desejo que as coisas se realizem, e assim buscamos novas alternativas para um mundo cada vez mais globalizado. Sendo assim a nossa fé, e o nosso acreditar que “O Senhor é meu pastor e nada me faltará” nos coloca na situação de construtores da paz, amor, justiça e dignidade para todos. Sendo assim, nós temos que fazer a nossa parte.

A oração tem o poder de nos levar a Deus e de trazer Deus até nós. Em grande parte do Evangelho Jesus faz comunicação, ou seja, anuncia a BOA NOVA, os discípulos foram anunciar a Boa Nova por toda parte. O Senhor os ajudava e confirmava a palavra pelos sinais que o acompanhavam. Já em nosso contexto atual, vemos a degradação e a falta de compromisso dos cristãos com um mundo mais humano e digno para todos. A arte do fazer político deve ser encarada de forma mais ampla e democrática, para que saibamos diferenciar o que é adequado ou inadequado diante de uma sociedade em constante movimento.

Nossa atuação deve ser de apaixonados pelo bem comum. Com essa perspectiva temos a capacidade de ajudar mais os outros e buscar melhores condições sejam elas no campo social, familiar e religioso. A religião nos liga a Deus e a política nos faz autores de uma realidade que deve e precisa ser melhorada sempre. As soluções para os nossos problemas devem ser compromisso de cristão, afinal fomos batizados, e o nosso batismo é o maior instrumento de anunciação da palavra de Deus, que nos pede amor e realização de um mundo melhor.

Então que tenhamos a capacidade de viver a nossa fé com autenticidade, e que essa postura do agir cristão possa transformar nossa realidade; não tenha medo e desculpas, afinal não podemos deixar de realizar o que Deus nos pede, somos convocados a aliar a prática política verdadeira, honesta em defesa dos mais pobres e da construção de uma sociedade melhor.

Exija seus direitos, cumpra seus deveres e faça questão de ser respeitado como cidadãos brasileiros. Participe! Sem essa de “odeio política”, “não voto mais”. Escolha bem e exija ética de seus representantes, pois fé e política não é uma questão de opção, mas sim de vida, e vida em plenitude.

Natanael Oliveira Diniz (Comunidade Santa Terezinha)
Postar um comentário

Muito obrigado pela visita!!!

Clique nas paginas para ver outras matérias.

Seguidores

Total de visualizações de página

Colaboradores

Foto: