terça-feira, 19 de março de 2013

Porque Confessar os Meus Pecados?

    Ao visitar um doente, com febre forte e feridas pelo corpo perguntei a ele: __Quer que eu o leve a um médico? E ele respondeu: ___Não quero saber de médicos, os médicos também ficam doentes, não podem pretender curar os outros.

    Isto está errado. Os médicos, com seus estudos e preparos, sabem curar muitas doenças, mas, não são invulneráveis. Quando ficam doentes, procuram outros médicos.

     Nesta história se encaixam aqueles que relutam em confessar com os padres. É claro que quem se confessa com os padres está na verdade é se confessando com Deus. Segundo nos ensina o Evangelho de São João: "Depois dessas palavras (Jesus) soprou sobre eles dizendo-lhes: Recebei o Espírito Santo. Àqueles a quem vocês perdoarem os pecados, ser-lhes-ão perdoados; àqueles a quem os retiverdes, ser-lhes-ão retidos" (Jo 20, 22-23).

    São palavras tão claras, que nega-las é negar o Evangelho. Os Apóstolos não eram imortais, portanto, tinham de passar para os outros esse presente da Misericórdia de Deus, o poder de perdoar. Na confissão, é Deus quem perdoa. O padre é um instrumento da Misericórdia de Deus.

    O pecado é um ato de orgulho, quebra-se o orgulho com a humildade. A confissão é um ato de humildade: a gente reconhece que é fraco e que precisa de Deus para não cair ou para se regenerar. Mas ainda: no pecado, você não ofendeu somente a Deus, mas a toda comunidade, pelo mau exemplo que deu. Na época das primeiras conversões de pagãos ao cristianismo, muitos tinham a coragem de confessar publicamente suas faltas, em vista do perdão de Deus e da comunidade. É o que atestam os Atos dos Apóstolos (19,18) e São Tiago em sua carta (5,16).

    Deus não exige tanto de nós, e como é difícil e muitas vezes impossível pedir perdão a uma comunidade inteira, Jesus providenciou um meio de se reconciliar com ele diante de um representante dele e da comunidade: o padre. Também os padres se curvam diante de Deus e vão se confessar. Nenhum padre pode absolver a si mesmo. Deve procurar outro padre para obter o perdão.

    É natural que quem se arrepende sinceramente obtenha imediatamente o perdão de Deus, se tem a vontade firme de fazer o que Jesus mandou: confessar-se na primeira ocasião possível. Mas aquele que, podendo se confessar, não vai, é sinal de que não quer fazer a vontade de Deus.

Pascom - Paróquia Santa Terezinha

Postar um comentário

Muito obrigado pela visita!!!

Clique nas paginas para ver outras matérias.

Seguidores

Total de visualizações de página

Colaboradores

Foto: