terça-feira, 19 de março de 2013

Jejum: Serviço aos Irmãos

    “Eu, porém, estou no meio de vós como aquele que serve” Lc 22, 27

    Esse conhecido texto de São Lucas, onde nos apresenta o memorável sentido de serviço ensinado por Jesus, nos oferece uma interessante reflexão junto ao tempo da quaresma. Porque falo isso? Estamos em um período de uma grandeza espiritual muito bonita, onde realizamos nossas práticas penitenciais, especialmente o jejum e as obras de misericórdia. Gostaria de me ater ao jejum. Pergunto: porque fazemos o jejum? A resposta primeira é clara: porque quero me purificar para celebrar/viver uma boa páscoa. Esse é o sentido principal.

    Entretanto, a purificação por meio do jejum é, inicialmente, uma prática individual, mas a Páscoa é uma celebração de toda comunidade. Somando as penitências de cada um, temos toda a comunidade se preparando para celebrar a páscoa de Cristo. Assim, caro leitor, o jejum que fazemos não pode ser interpretado em um único sentido pessoal e/ou particular, mas como um bem espiritual de toda comunidade. É SERVIÇO! O dom ou os frutos espirituais do tempo quaresmal, de qualquer cristão católico, são para toda a Igreja, isto é, não só para si mesmo, mas para os outros, para os irmãos.

    Podemos entender melhor da seguinte forma: quando estou muito alegre e feliz, por exemplo, numa festa, não somente eu aproveito a festa, mas todos que estão ao meu redor são contagiados por minha alegria. Da mesma forma, pode-se compreender que a alegria da festa da páscoa é fruto de uma boa preparação. Assim, se eu me preparei bem para a páscoa, a minha alegria de celebrar a páscoa vai contagiar meu irmão. E quem não gosta de estar com pessoas alegres ou de ficar alegre? A alegria faz bem pra mim e para o outro. Celebrar bem a quaresma, em preparação para a grande festa da ressurreição, é levar desde já aos corações dos irmãos, com gestos de amor e fraternidade, a alegria do Senhor ressuscitado. É SERVIR na caridade o nosso irmão!

    Assim, meus irmãos, caminhemos com nossas práticas quaresmais no sentido claro e consciente de ser um SERVIÇO aos irmãos, iluminados pelo Cristo que serve. Que Jesus nos conduza sempre a um maior serviço no sentido de nos prepararmos muito bem para celebrarmos e vivermos alegremente, com toda a comunidade, a grande festa da ressurreição que se aproxima.

Iram Alves Martins Júnior
Seminarista do curso de Teologia do Seminário Maior Dom José André Coimbra

Postar um comentário

Muito obrigado pela visita!!!

Clique nas paginas para ver outras matérias.

Seguidores

Total de visualizações de página

Colaboradores

Foto: